Como começar o TCC? Veja os 5 passos simples para começar o seu TCC do jeito certo, acelerar o seu trabalho e ainda evitar 2 erros fatais

Por onde começar o TCC? Como começar o meu TCC?

Ao longo dos meus mais de 15 anos de experiência na orientação de trabalhos de graduação e pós-graduação, eu ouvi essas perguntas muitas vezes.

Até o momento em que eu escrevo este artigo, eu e minha equipe já orientamos mais de 40 Mil Alunos Aprovados, de diferentes cursos e áreas de conhecimento. E eu posso dizer que a maioria desses alunos tinha um grande problema quando o assunto era como começar o TCC.

Os primeiros passos, não só do TCC, mas de qualquer tarefa específica da vida, são os mais decisivos e aqueles que causam mais receio.

Começar o TCC do jeito certo significa construir um caminho que vai acelerar e simplificar a produção de cada parte do seu trabalho, facilitando a sua vida, reduzindo a angústia e aumentando a sua produtividade.

Começar do jeito errado significa complicar todas as próximas partes do seu trabalho, aumentar muito os níveis de stress e prejudicar, talvez de forma irreversível, a sua produtividade e confiança.

E se eu te disser que é possível aplicar 5 passos simples para começar o seu TCC do único jeito certo?

Aliás, existe um único jeito certo de começar o TCC? E esse jeito funciona para qualquer tipo de trabalho (artigo, monografia, dissertação, tese…)?

A resposta para as questões acima é sim!

Sim! É possível aplicar 5 passos simples para começar o seu TCC do único jeito certo.

Sim! Existe um único jeito certo de começar o TCC, se o que você quer é acelerar e simplificar a produção do seu trabalho.

Sim! Esse jeito funciona para qualquer tipo de trabalho.

E é exatamente isso que eu vou te mostrar neste artigo. Ou seja, por onde começar o seu TCC e como começar o seu TCC do único jeito certo. E, de quebra, eu vou te ensinar como evitar 2 erros fatais, que detonam todo o desenvolvimento do seu conteúdo, e o pior, esses erros são, na maioria das vezes, estimulados pelos orientadores.

Resumindo, você vai ver neste artigo:

  • O que não te disseram sobre o TCC (e que faz toda a diferença na hora de começar o seu trabalho);
  • Os 2 erros fatais que você não pode cometer na hora de começar o seu TCC;
  • Os 5 passos para começar o seu TCC do jeito certo – a técnica da Estrutura Básica:
  • Escolha do tema em 3 passos simples;
  • Delimitação do tema sem sofrimento;
  • Tema delimitado e problema de pesquisa em segundos;
  • Objetivo geral e específicos em minutos;
  • Objetivos específicos e a definição dos capítulos do seu TCC.

Então, vamos juntos

Como começar o TCC - o que não te disseram sobre o TCC

Eu vou ser simples e direto. O que não te disseram é que, na verdade, não existe TCC.

Calma! Eu não fiquei maluco. E vou te explicar melhor essa afirmação, que corresponde a mais pura verdade.

TCC é um nome genérico, uma sigla que significa Trabalho de Conclusão de Curso. Mas a grande questão aqui é que não existe um modelo de produção de conteúdo chamado TCC.

Para ficar mais claro, TCC se refere a qualquer modelo de trabalho que é adotado por uma instituição como o conteúdo de avaliação final de um curso.

Portanto, o TCC sempre tem que assumir um modelo. O TCC pode ser um artigo, uma monografia, uma dissertação no Mestrado, uma tese no Doutorado… enfim, o TCC sempre tem que assumir um modelo específico porque, na verdade, ele não existe como um padrão de produção textual.

Muitos alunos me dizem que não vão fazer um TCC porque a sua instituição exige a produção de um artigo ou de uma monografia. Mas a verdade é que eles vão sim fazer um TCC, independente da forma que o trabalho assuma.

Aliás, eu preciso confessar que, durante algum tempo, eu cometi uma falha.

Eu acreditava que o público do TCC Sem Drama, o meu treinamento online, em sua maioria, estava nos últimos períodos do seu curso de graduação ou pós-graduação e já tinha uma certa familiaridade com o termo TCC.

Eu também acreditava que os orientadores explicavam aos seus alunos algo tão básico e, ao mesmo tempo, tão importante.

Mas a verdade é que muitos alunos que não estão no final dos seus cursos consomem os meus conteúdos, porque já tem interesse em saber mais sobre esse tal de TCC, e os orientadores não alertam seus alunos para o fato de que o TCC não corresponde a um modelo específico de produção científica e acadêmica.

Então, em 2016, para corrigir a minha falha e garantir mais segurança aos alunos, eu fiz um vídeo em que eu explico o que é o TCC. E como tudo o que eu disse no vídeo ainda se aplica de forma integral e efetiva, eu decidi compartilhar esse conteúdo aqui com você. Dá uma olhada.

No TCC Sem Drama, eu recebo diferentes tipos de alunos. Alguns que já produziram uma parte do seu trabalho e, de repente, travam. E alguns totalmente perdidos e que nem sequer sabem por onde começar. A verdade é que, muitas vezes, o aluno não tem noção do que é o TCC e não recebe uma explicação consistente.

Então, o aluno passa a alimentar versões na sua cabeça. Versões, na maioria das vezes, distorcidas. Versões que se unem a um ambiente de terror que os próprios professores e colegas criam em torno do TCC. O resultado dessa soma de elementos é péssimo.

O terror associado ao TCC é muito mais fruto de uma supervalorização do próprio conhecimento por parte dos professores, ou de uma tentativa de impulsionar o aluno pelo medo. A questão é que qualquer pessoa com medo não se mantém emocionalmente equilibrada e, definitivamente, não consegue ser produtiva.

A intenção do professor é estimular, colocar o aluno em movimento. Mas o que ele realmente consegue é um aluno angustiado, ansioso, perdido, que se sente incapaz de fazer o seu trabalho.  

Portanto, os alunos que não conseguem avançar no seu TCC são, em sua maioria, vítimas do seu contexto. Eles não são culpados por não conseguirem produzir. E, além de estarem imersos em uma atmosfera de medo e dúvidas, eles não recebem da sua instituição e orientador o amparo necessário, direcionado para que eles realmente possam trocar o sofrimento por produtividade.

Então, se você está com dificuldades, não se apavore. Você só precisa de um pouco mais de equilíbrio e das informações e técnicas certas.

Agora que você já sabe uma verdade importante sobre o TCC, que, na maioria das vezes, não é revelada ou explicada por orientadores e instituições, vamos ao próximo passo.

Para que você aprenda por onde começar o TCC do jeito certo, antes de começar a produzir, você precisa evitar 2 erros fatais, que 9 entre 10 alunos cometem, e que, infelizmente, muitas vezes, são estimulados pelos orientadores.

Como começar o TCC - os 2 erros fatais que você não pode cometer

Você já se perguntou por que muitos alunos de cursos de graduação e pós-graduação não sabem como começar o TCC ou por onde começar o TCC?

Eles simplesmente não conseguem dar os primeiros passos, com segurança, para iniciar o trabalho. Ou definem um tema e depois não sabem o que fazer. Não conseguem produzir conteúdo e dar os próximos passos.

Você está nessa situação?

Então, está na hora de descobrir porque tudo isso acontece. É hora de descobrir a verdade.

E a verdade é uma só:

Os alunos, em sua maioria esmagadora, começam o TCC do jeito errado.

Os alunos cometem 2 erros básicos e fatais.

E uma das minhas missões neste artigo é impedir que você cometa tais erros.

E sabe o que é pior? E o que mais me incomoda?

É que grande parte dos orientadores estimulam esses 2 erros fatais.

E os alunos, ainda inexperientes e pouco familiarizados com a produção de conteúdos científicos, acabam caindo nessas armadilhas.

Então, vamos lá.

Erro número 1:

Digamos que você escolheu um assunto para o seu TCC, um tema. E se você ainda não escolheu o seu, não se preocupe, neste artigo mesmo eu vou te mostrar um caminho de 3 passos simples para você fazer isso.

Retomando, digamos que você escolheu um assunto e vai rapidamente contar ao seu orientador. Acontece que, na maioria das vezes, o aluno (e isso pode ter acontecido com você ou ainda poderia acontecer) escolhe um assunto que nós classificamos, tecnicamente, como tema amplo.

A maior parte dos meus alunos no TCC Sem Drama, em nossos primeiros contatos, acaba sempre me apresentando um tema amplo. E isso é muito natural.

Para ficar claro para você, um tema amplo é um assunto que reúne muitas variáveis, sem que o aluno indique a questão específica que ele vai trabalhar dentro daquele assunto.

São exemplos de temas amplos ou assuntos não delimitados: sustentabilidade, lúdico na educação, o papel do enfermeiro, teletrabalho, marketing digital, liderança, estruturas sustentáveis, medicina preventiva… e por aí vai…

Você consegue perceber como cada um dos assuntos acima reúne uma série de variáveis e podem ser abordados de inúmeras formas?

Pois é, quando o assunto é como começar o TCC de forma correta, você não pode partir de um tema amplo. É preciso delimitar o tema. E não se preocupe com isso também, porque nós vamos tratar essa questão mais à frente.

O ponto aqui é que o aluno geralmente apresenta para o seu orientador um tema amplo e escuta logo em seguida do professor algo do tipo:

“Ótimo! Então, agora, procure tudo o que você puder encontrar sobre esse tema.”

O orientador se refere à pesquisa de referencial teórico. E ele acaba de colocar bem na sua frente uma grande armadilha!

Anote o que eu vou te dizer agora:

Você não começa um TCC pela pesquisa de referencial teórico!

Principalmente se o seu tema ainda é amplo.

Quando um orientador pede para que o aluno encontre tudo o que puder sobre um tema ou assunto amplo, o que ele realmente quer é ficar livre desse aluno por algum tempo. Desculpa te dizer isso de forma tão categórica, mas é a mais pura verdade.

O orientador lança o aluno em uma pesquisa desgastante, sem direcionamento, cujos resultados serão apenas o desperdício de tempo e de esforços.

No final, o aluno tem um monte de conteúdo nas mãos e não tem a menor ideia do que fazer com tudo aquilo. Simplesmente porque o TCC ainda não tem uma direção, uma estrutura básica.

E se o erro número 1 é começar o TCC pesquisando referencial teórico sem uma estrutura básica montada…

O erro número 2 é:

Começar o TCC escrevendo qualquer parte do seu conteúdo de forma aleatória. Pior ainda se você começa escrevendo a introdução ou (Deus me Livre!) o resumo.

E, adivinha só, esse é outro erro também estimulado por grande parte dos orientadores.

Normalmente, o aluno que não sabe como começar o TCC está angustiado e acredita que já deveria, de cara, produzir conteúdo. E essa angústia piora se o aluno começa a se comparar com os seus colegas. Isso é um convite ao desespero. Sempre vai haver alguém mais adiantado, ou que pelo menos alega estar mais adiantado do que você. Esqueça isso!

O problema é que muita gente cai na armadilha da comparação e, dessa forma, muita gente fica propensa a cometer o 2º erro fatal quando o assunto é como começar o TCC, o erro de começar a escrever de maneira aleatória.

E, ao dar esse passo em falso, o aluno é, novamente, estimulado pelo seu orientador, que define que o início da produção escrita deve se concentrar na introdução do trabalho ou no resumo.

Vou te dizer uma coisa muito simples, que vai derrubar de vez essa ideia de começar a construir o texto pelo resumo e provar que quem defende essa prática não sabe muita coisa sobre produção acadêmica. A parte mais importante de um resumo é aquela em que você apresenta os principais resultados da sua pesquisa e argumentação.

Então, como começar pelo resumo, se você ainda não desenvolveu a sua pesquisa e nem alcançou seus resultados? Loucura total!

No caso da introdução, uma estrutura consistente de conteúdo depende da elaboração prévia de outros elementos, como a justificativa e, olha só que coincidência, uma estrutura básica!

Portanto, o que fica de grande lição a partir de tudo o que eu te disse até agora é: não faça sua pesquisa de referencial ou comece a escrever o seu TCC de forma aleatória. Ou seja, comece o seu TCC montando a sua Estrutura Básica

Esse é o único jeito correto de começar um TCC se você realmente quer acelerar e simplificar a sua produção.

Como começar o TCC - a técnica da Estrutura Básica

Afinal, o que é essa tal Estrutura Básica?

A Estrutura Básica de um TCC é o conjunto de:

Tema Delimitado + Problema de Pesquisa + Objetivo Geral + Objetivos Específicos

E por que é tão fundamental começar o seu trabalho a partir da construção dessa estrutura? Pelo menos motivo que justifica começar a construção de uma casa ou edifício pelo alicerce e não pelo telhado.

Se a pergunta é como começar o TCC do jeito certo, a resposta é: pela base.

A Estrutura Básica vai definir exatamente o melhor caminho de construção do seu conteúdo. Vai te dar um norte e te mostrar o que você precisa produzir nos seus capítulos, ou seja, uma sequência organizada que vai te permitir vislumbrar o seu trabalho desde o seu ponto de partida até a conclusão.

Eu costumo dizer para os meus alunos no TCC Sem Drama que a Estrutura Básica corresponde a mais de 60% de um trabalho digno de aprovação, afinal, ela define, inclusive, os conteúdos a serem desenvolvidos em cada um dos capítulos de uma produção científica.

Aliás, com os seus objetivos específicos prontos, você monta os títulos dos seus capítulos em segundos. E eu ainda vou te mostrar isso neste artigo.

Para te dar um panorama geral, antes de esmiuçar cada um dos 5 passos para você montar a sua Estrutura Básica e começar o seu TCC do jeito certo, dá uma olhada neste vídeo, que eu gravei em 2018, e que já ajudou mais de 500 mil alunos desde então, e que permanece mais atual do que nunca!

Se você já está na fase de iniciar a produção do seu TCC, talvez o seu orientador (ou um professor de metodologia científica) já tenha te falado sobre a Estrutura Básica, ou, pelo menos, sobre os seus elementos isolados, como problema de pesquisa e objetivos.

Mas, e eu preciso que você seja muito sincero comigo, ele te mostrou a Estrutura Básica como eu fiz no vídeo aí acima? Eu sou capaz de apostar que não.

Outra coisa importante que eu preciso te dizer é: cuidado com a Miopia de Conteúdo. Essa é uma condição que afeta um grande número de alunos que estão perdidos para fazer o seu TCC, e consiste, basicamente, na crença do aluno de que ele só vai conseguir entender e aplicar uma técnica se ele se deparar com um exemplo que use exatamente o seu tema ou a sua abordagem de pesquisa. Que bobagem!

Se essa crença fosse verdadeira, eu não poderia ter auxiliado mais de 40 mil alunos, de áreas de conhecimento e cursos diferentes, com temas diferentes, a montarem suas estruturas de conteúdo ao longo de todo o tempo de existência do TCC Sem Drama até hoje.

E por que eu consigo reproduzir a mesma técnica para cenários e assuntos absolutamente diferentes? Porque quando você acessa uma técnica, o foco deve ser entender a estrutura funcional da técnica, ou seja, o seu passo a passo de aplicação.

Assim, é possível adaptar o mesmo modelo ou técnica para qualquer situação. E é justamente isso que você deve fazer com o conteúdo que está acessando aqui neste artigo.

E, se ainda ficarem dúvidas, fala comigo nos comentários!

De qualquer forma, para cumprir o objetivo deste artigo, que é te mostrar como começar o TCC do jeito certo, eu preciso agora falar um pouco mais sobre cada elemento da Estrutura Básica.

Além disso, no TCC Sem Drama, o foco é mostrar COMO fazer cada parte do seu TCC e não apenas te dizer O QUE você deve fazer, como acontece com frequência no modelo tradicional de orientação.

Não é à toa que a maioria dos alunos, que só pode (ou só quer) recorrer ao modelo tradicional de orientação, acaba tendo muitas dificuldades no desenvolvimento do seu conteúdo. Eles sofrem, sentem-se perdidos, inseguros, incapazes… e a culpa definitivamente não é deles, mas sim do sistema.

Então, aqui, o meu compromisso é transformar terror e medo em resultados, por isso, vamos ver cada um dos 5 passos para começar um TCC realmente digno de aprovação, a partir da escolha de um caminho muito mais simples e rápido!

Como começar o TCC - escolha do tema em 3 passos simples

O primeiro passo para escolher um tema cientificamente adequado para o seu TCC é NÃO pedir sugestões a ninguém.

Calma. Eu explico.

Antes disso, não sei se você notou, mas eu disse acima que o tema deve ser cientificamente adequado. Isso mesmo! Porque essa estorinha de tema bom ou ruim, fácil ou difícil, simples ou complexo, é tudo uma grande balela.

Todos os temas de trabalhos e produções científicas trazem consigo prós e contras. E o que você realmente deve resguardar no seu tema é a sua adequação científica.

Sobre essas questões de tema bom, ruim, cientificamente adequado ou inadequado, dá uma olhada no vídeo abaixo.

Voltando à questão de pedir, ou melhor, de não pedir sugestões. Qual é realmente o problema?

O problema é que quem vai te sugerir um tema, mesmo que tenha a melhor intenção, vai acabar sugerindo um assunto do qual ele gosta, com base na sua percepção, perspectiva e bagagem de conhecimento teórico ou prático. E não é essa pessoa quem vai escrever o seu TCC, mas sim você!

Para escolher o tema cientificamente adequado para o seu TCC, você precisa seguir 3 passos.

Passo 1: revisite as disciplinas do seu curso e selecione aquela de que você mais gostou ou que mais despertou o seu interesse. Em seguida, escolha, dentro dessa disciplina, o assunto que mais te chamou a atenção. Ou seja, o assunto com o qual você mais teve afinidade ou que mais desperte o seu interesse ou curiosidade.

Trocando em miúdos, escolha um assunto do qual você goste!

Passo 2: digite o assunto que você escolheu no Google Acadêmicohttps://scholar.google.com.br/ – e veja se há um número considerável de retornos confiáveis, ou seja, de referencial teórico disponível para você trabalhar o assunto.

Cuidado! A questão aqui é simplesmente conferir se há referencial disponível e não começar a sua pesquisa de referencial de fato. Quando você chegar no momento de pesquisar a fundo o seu referencial e selecionar os conteúdos que efetivamente irá utilizar no seu texto, existe uma técnica que economiza de 4 a 6 semanas no seu tempo de pesquisa, mas isso é assunto para outro artigo.

Nessa primeira busca de referencial, como saber se os conteúdos são confiáveis? Simples.

Abaixo de cada retorno no Google Acadêmico, você tem o item “Citado por X”, sendo X o número de outros trabalhos que citaram aquela referência. Então, quanto mais a referência tenha sido citada em outras produções, mais ela é confiável.

Passo 3: verifique se o tema é relevante para a sua área de conhecimento, ou seja, se ele ainda pode causar impacto em uma realidade específica ligada ao seu curso.

Esse terceiro passo pode parecer dispensável, uma vez que você escolheu um assunto dentro de uma disciplina do seu curso, portanto, em tese, esse assunto é relevante para a sua área de conhecimento, certo? Nem sempre.

Alguns assuntos são relevantes por um tempo e depois não são mais.

Por exemplo, na época da minha graduação, falar sobre Reengenharia em empresas tinha uma grande relevância. Hoje, já não tem mais.

Ainda sobre a escolha do tema em 3 passos, eu gravei um vídeo em 2016, que já foi visto por mais de 600 mil alunos, e que ainda pode ser útil para você hoje. É só conferir!

Escolhido o tema, é hora de delimitá-lo. Pode acreditar, delimitar o tema é mais importante do que escolher um assunto.

Como começar o TCC - delimitação do tema sem sofrimento

É impossível desenvolver um conteúdo científico com base em um tema amplo, como sustentabilidade, marketing digital, o lúdico na educação… entre outros.

Uma produção científica, como é o caso do TCC em qualquer modelo exigido pela sua instituição de ensino, deve partir de um tema delimitado.

Mas, por que é impossível trabalhar com um tema amplo?

Simplesmente porque não haverá um direcionamento na sua argumentação, e você não conseguirá abordar todas as variáveis pertinentes ao seu assunto.

E afinal, o que significa delimitar um tema?

Delimitar um tema significa estabelecer um foco específico de abordagem para um assunto. Ou seja, definir uma questão específica a ser investigada e trabalhada dentro do assunto amplo escolhido a princípio.

E qual é a melhor forma de delimitar um tema? Simples. Relacionando variáveis ou conceitos!

Para que tudo isso fique mais claro e compreensível, que tal trabalharmos alguns exemplos?

Marketing digital é um tema amplo, mas se nós relacionarmos o marketing digital ao engajamento dos consumidores de um determinado mercado… sim, nós teremos um tema delimitado. Algo do tipo: impactos do marketing digital no engajamento dos consumidores de cursos de graduação à distância.

Percebeu a diferença?

Quando nós relacionamos o marketing ao engajamento dos consumidores, basicamente nós estamos relacionando variáveis e construindo um caminho de delimitação, ou seja, determinando um foco específico para abordar o assunto inicial amplo, que era o marketing digital.  

E para gente não correr o risco de se deixar afetar pela miopia de conteúdo, é bom reforçar que a mesma técnica pode ser usada para qualquer assunto.

Ao invés de estrutura sustentáveis, que tal os efeitos das estruturas sustentáveis nos custos das obras?

Ao invés de lúdico na educação, que tal jogos e brincadeiras como instrumentos didáticos para otimização do ensino-aprendizagem?

No lugar do teletrabalho, que tal a relação de subordinação jurídica no modelo de teletrabalho após a reforma trabalhista?

Somando os exemplos acima com o vídeo abaixo, que eu gravei em 2021, mas é tão atual como se tivesse sido gravado hoje, você certamente vai entender de uma vez por todas essa história de delimitação do tema. Confere aí!

No TCC Sem Drama, eu oriento e auxilio diretamente os alunos na construção da Estrutura Básica dos seus trabalhos. E, de repente, eu posso te dar um insight específico sobre a sua estrutura. É só falar comigo na área de comentários, no final do artigo.

Com o tema cientificamente adequado e devidamente delimitado, hora de montar o seu problema de pesquisa. Vamos juntos!

Como começar o TCC - tema delimitado e problema de pesquisa em segundos

Como eu sempre digo para os alunos do TCC Sem Drama, o problema de pesquisa não precisa ser um problema. Pelo contrário, ele é a solução. Afinal, o problema de pesquisa é a pergunta, a questão que irá direcionar toda a produção do seu conteúdo.

Todo o desenvolvimento dos capítulos de um TCC representa a busca por uma resposta consistente para o problema de pesquisa definido lá no início do trabalho.

E, uma vez que você tenha um tema delimitado em mãos, é possível montar o seu problema de pesquisa em segundos! É isso mesmo, menos de 1 minuto.

E olha que eu já vi alunos que chegaram ao TCC Sem Drama, já com seus temas delimitados, alegando que estavam há semanas sem conseguir elaborar o problema de pesquisa. Quanto desperdício de tempo!

Montar um problema de pesquisa em segundos! Bom demais para ser verdade? Então, vamos utilizar um dos temas delimitados que eu já apresentei neste artigo para montar um problema de pesquisa em menos de 1 minuto. Pode começar a marcar agora.

Se o tema delimitado é: os efeitos das estruturas sustentáveis nos custos das obras. Basta transformar esse tema em uma pergunta e aí está o seu problema de pesquisa:

Quais os principais efeitos das estruturas sustentáveis nos custos das obras?

Pare o cronômetro! Menos de 1 minuto, com certeza.

Mais um exemplo? Que tal dois?

Tema delimitado: jogos e brincadeiras como instrumentos didáticos para otimização do ensino-aprendizagem. Problema de pesquisa: quais os impactos dos jogos e brincadeiras como instrumentos didáticos para otimização do ensino-aprendizagem?

Tema delimitado: relação de subordinação jurídica no modelo de teletrabalho após a reforma trabalhista. Problema de pesquisa: quais os preceitos da relação de subordinação jurídica no modelo de teletrabalho após a reforma trabalhista?

Então, os exemplos deixam claro que o problema de pesquisa é uma questão específica que você quer investigar dentro do seu tema. Uma questão que pode e merece ser investigada, ou seja, que tenha relevância dentro da sua área de conhecimento.

E se você quiser reforçar os conteúdos sobre o problema de pesquisa, dá uma olhada no vídeo a seguir.

Agora, se o problema não é mais um problema, vamos seguir juntos!

Como começar o TCC - objetivo geral e específicos em minutos

Os próximos elementos de uma estrutura básica são os objetivos. Um objetivo geral e de três a quatro objetivos específicos.

E a boa notícia é que, se você tem o seu tema delimitado e problema de pesquisa, também consegue montar os seus objetivos em poucos minutos.

Aliás, se você tem um problema de pesquisa, você já tem um objetivo geral.

Quando eu digo isso aos alunos que chegam ao TCC Sem Drama e que já montaram o seu problema de pesquisa e estão há semanas tentando montar o seu objetivo geral, eles ficam simplesmente extasiados.

Como eu digo sempre, a questão não é falar o que deve ser feito, mas mostrar COMO fazer.

Se você tem um problema de pesquisa, basta eliminar o ponto de interrogação e colocar um verbo no início da frase e você terá o seu objetivo geral.

Veja nos exemplos.

Problema de pesquisa: quais os principais efeitos das estruturas sustentáveis nos custos das obras? Objetivo geral: avaliar os principais efeitos das estruturas sustentáveis nos custos das obras.

Problema de pesquisa: quais os impactos dos jogos e brincadeiras como instrumentos didáticos para otimização do ensino-aprendizagem? Objetivo geral: identificar os impactos dos jogos e brincadeiras como instrumentos didáticos para otimização do ensino-aprendizagem.

Problema de pesquisa: quais os preceitos da relação de subordinação jurídica no modelo de teletrabalho após a reforma trabalhista? Objetivo geral: analisar os preceitos da relação de subordinação jurídica no modelo de teletrabalho após a reforma trabalhista.

Já os objetivos específicos, falando em termos conceituais e técnicos, serão as etapas para você alcançar o seu objetivo geral. E são os objetivos específicos que definem o que escrever em cada capítulo do seu TCC, mas esse é o último segredo que eu vou te revelar neste artigo.

Por enquanto, o importante é você saber que os primeiros objetivos específicos tratam de explicar os conceitos-chave do seu trabalho. E os últimos devem estar diretamente relacionados à resposta do seu problema de pesquisa.

No exemplo, fica tudo muito mais claro. Então, vamos lá.

Para que a gente possa montar uma estrutura básica completa agora, incluindo os objetivos específicos, eu vou buscar o tema do primeiro exemplo que eu te dei neste artigo. E aproveito para te lembrar que a única coisa que pode te impedir de reproduzir esse mesmo esquema para qualquer outro assunto é a Miopia de Conteúdo, que você deve combater com todas as suas forças.

Tema: marketing digital

Tema delimitado (uma questão específica dentro do seu assunto, de preferência, relacionando variáveis): impactos do marketing digital no engajamento dos consumidores de cursos de graduação à distância.

Problema de pesquisa (seu tema delimitado em forma de pergunta): quais os principais impactos do marketing digital no engajamento dos consumidores de cursos de graduação à distância?

Objetivo geral (problema de pesquisa na afirmativa e com um verbo no início da frase): analisar os principais impactos do marketing digital no engajamento dos consumidores de cursos de graduação à distância.

Objetivos específicos:

Os dois primeiros objetivos específicos devem explicar os conceitos-chave da pesquisa. No exemplo: marketing digital e engajamento dos consumidores. Terceiro e quarto objetivos específicos preparam a resposta do problema de pesquisa.

  • Conceituar marketing digital;
  • Conceituar engajamento dos consumidores;
  • Traçar um perfil do público consumidor de cursos de graduação à distância;
  • Analisar a relação entre as ações de marketing digital e seus impactos na potencialização do engajamento dos consumidores de cursos se graduação à distância.

Com uma Estrutura Básica completa, você tem a noção exata de como desenvolver o seu conteúdo, inclusive de como montar o seu roteiro de capítulos, que já direciona também o seu sumário. 

Só vantagens! Isso acelera muito a sua produção, além de te dar confiança, direcionar a pesquisa de referencial e acelerar as próximas partes do seu TCC.

Como começar o TCC - objetivos específicos e a definição dos capítulos do seu TCC

Eu vou te dar agora, com base em uma técnica muito simples, um exemplo claro de como a Estrutura Básica define todo o conteúdo que você vai desenvolver ao longo dos capítulos do seu TCC.

Vamos retomar os objetivos específicos da estrutura completa que nós montamos no item anterior, ok?

  • Conceituar marketing digital;
  • Conceituar engajamento dos consumidores;
  • Traçar um perfil do público consumidor de cursos de graduação à distância;
  • Analisar a relação entre as ações de marketing digital e seus impactos na potencialização do engajamento dos consumidores de cursos se graduação à distância.

Cada um dos objetivos específicos acima vai, agora, em um passe de mágica (claro que é método, né!), ser transformado em um título para cada capítulo do seu TCC. O que você precisa fazer? Apenas tirar o verbo do início do objetivo.

Conceituar marketing digital → capítulo: marketing digital

Conceituar engajamento dos consumidores → capítulo: engajamento dos consumidores

Traçar um perfil do público consumidor de cursos de graduação à distância → capítulo: perfil do público consumidor de cursos de graduação à distância

Analisar a relação entre as ações de marketing digital e seus impactos na potencialização do engajamento dos consumidores de cursos se graduação à distância → capítulo: relação entre as ações de marketing digital e seus impactos na potencialização do engajamento dos consumidores de cursos se graduação à distância

Simples assim! E essa técnica já te permite acelerar o seu sumário.

  1. Introdução
  2. Marketing digital
  3. Engajamento dos consumidores
  4. Perfil do público consumidor de cursos de graduação à distância
  5. Relação entre as ações de marketing digital e seus impactos na potencialização do engajamento dos consumidores de cursos se graduação à distância
  6. Conclusão

É claro que o modelo de trabalho da sua instituição pode ter alguns capítulos já com nomes definidos, como Referencial Teórico ou Resultados e Discussão. Mas isso não é um problema. Fala comigo aí nos comentários que eu consigo te dizer como adaptar o modelo acima a qualquer exigência específica da sua instituição.

Para arrematar o conteúdo deste artigo, segue aí um vídeo em que eu explico toda a técnica da Estrutura Básica e mostro como começar o TCC do jeito certo em menos de 10 minutinhos.

Bom, agora que nós estamos chegando ao final do nosso conteúdo, eu quero te dizer que, se você ainda tem alguma dúvida ou receio sobre a eficácia do método que você acabou de conhecer aqui, é bom reforçar que 100% dos mais de 40 Mil Alunos Aprovados (números fechados quando eu escrevia este artigo) que passaram pelo TCC Sem Drama, nos últimos 10 anos, começaram seus trabalhos exatamente pela Estrutura Básica.

E muitos deles chegaram ao nosso treinamento totalmente perdidos, enquanto outros já haviam começado seus trabalhos do jeito errado e acabaram travando em alguma parte específica.

Mas, quando os alunos se prontificam a entender e aplicar a técnica da Estrutura Básica, eles simplesmente começam a direcionar melhor os seus esforços e alcançam resultados absolutamente surpreendentes!

O que dizer dos nossos alunos que finalizaram seus trabalhos, partindo do zero, em 20, 15, 10 e até 7 dias… é ou não é surpreendente?

Surpreendente sim, mas absolutamente possível, como os depoimentos de sucesso desses alunos comprovam. Alguns desses depoimentos que nós já recebemos estão, inclusive, na página de apresentação do TCC Sem Drama. Nós selecionamos os mais impactantes, porque seria simplesmente impossível postar centenas de depoimentos.

E agora você já compartilha uma das técnicas mais poderosas que todos esses alunos bem sucedidos utilizaram. A técnica da Estrutura Básica. Ou seja, você já sabe como começar o seu TCC do jeito certo. Você já sabe por onde começar o seu TCC!

Portanto, já sabendo como começar, você também tem a capacidade de desenvolver o seu próprio trabalho sem cair em armadilhas, como investir em softwares enganosos que dizem que “fazem” o TCC ou são “orientadores 24 horas” (meu Deus!). Além disso, você não precisa recorrer à compra de um trabalho pronto, o que é antiético e criminoso, além de ser uma tremenda roubada, porque, com base em dados oficiais, 8 em cada 10 trabalhos comprados são REPROVADOS!

É claro que outros desafios virão, mas você já começou o seu TCC com o pé direito. E já evitou erros comuns que detonam a produtividade dos alunos.

Para os próximos passos do seu TCC, como montar a introdução, desenvolver a sua metodologia em 3 passos simples, economizar de 4 a 6 semanas na sua pesquisa de referencial e dominar as técnicas de escrita que vão acelerar a produção do seu conteúdo em pelo menos 10 vezes, eu recomendo que você dê uma olhada no TCC Sem Drama, nosso conteúdo completo, que ainda inclui mentoria e orientação online personalizada, comigo e com a minha equipe.

Ah! Antes de me despedir, eu quero te dar um presente. Clica no link abaixo para baixar, totalmente gratuito, o e-book com

OS 3 PASSOS PARA A ESCOLHA DO TEMA DO SEU TCC

Ah! E se você quiser ter uma ideia muito mais clara do status do seu TCC, ou seja, da situação do seu trabalho e de que tipo de ajuda você realmente precisa, preenche o Quizz do TCC Sem Drama. É rapidinho! Basta clicar no link abaixo.

TESTE DE STATUS DO SEU TCC SEM DRAMA

Por último, fica aqui o meu pedido para que você realmente aplique a técnica que você aprendeu neste artigo. Afinal, conhecimento que não é utilizado é desperdício!

E se você tiver alguma dúvida específica ou quiser trocar uma ideia comigo, deixa o seu comentário aí abaixo. E lembre-se de compartilhar este artigo com os seus amigos que também precisam de ajuda no TCC.

Deixe um comentário