Como fazer um projeto de pesquisa, pré-projeto ou TCC 1 em 5 passos comprovados

Projeto de pesquisa: você já notou como a maioria dos orientadores pede aos alunos para montar um projeto, mas não explicam o que é isso e muito mesmo como fazer?

projeto de pesquisa

O projeto de pesquisa, quando exigido pela instituição de ensino, é uma parte muito importante do TCC. E, se você fizer direito, pode adiantar muito o seu trabalho final.

Então, fica ligado(a) nestes 5 passos comprovados que já foram utilizados por mais de 40 mil alunos aprovados (números atualizados na última revisão deste artigo) que passaram pelo meu treinamento online.

Projeto de pesquisa é uma parte integrante do TCC (seja ele um artigo, uma monografia, um relatório, uma estudo de caso…), mas não é o próprio TCC. Então, não se confunda! O que a maioria dos orientadores não diz é que um projeto consistente apresenta vários elementos que podem e devem ser aproveitados no trabalho final.

Então, Prof. Amilton, isso quer dizer que se eu fizer um projeto de pesquisa bem feito, eu vou adiantar a minha vida e acelerar o meu trabalho final? A resposta é: Sim! E muito!

O projeto de pesquisa e o trabalho final não são a mesma coisa, mas estão intimamente ligados. Tipo geleia e manteiga de amendoim (tá bom… péssimo exemplo, não sei como os americanos gostam disso!), arroz e feijão, churrasco e cerveja, música ruim e um som no último volume… e por aí vai.

E a questão é: se você realmente sabe o que é um projeto de pesquisa e como é a sua estrutura, você certamente vai saber como aproveitar a maior parte do conteúdo do seu projeto de pesquisa no seu TCC.

Vários dos mais de 40 mil alunos aprovados do TCC Sem Drama, que contaram com o meu acompanhamento e orientação pessoal, e que tiveram que montar um projeto de pesquisa, usaram exatamente os 5 passos que eu vou te mostrar aqui. E o resultado? Eles se deram muito bem!

Aliás, se no conteúdo do treinamento online do TCC Sem Drama nós temos módulos específicos que tratam dos elementos de um projeto de pesquisa, eu me toquei, recentemente, que eu não havia produzido ainda nenhum conteúdo para colocar aqui no blog ou no nosso Canal do Youtube sobre o projeto de pesquisa.

Minha Culpa! Minha Máxima Culpa! Mas eu estou corrigindo esse erro AGORA!

Então, você está diante do conteúdo que faltava aqui no blog. E o que você pode e deve fazer é aproveitar ao máximo as técnicas que você vai ver a partir de agora. Porque elas podem fazer muita diferença na produção do seu projeto de pesquisa e do seu TCC.

E eu estou falando de um caminho comprovado, um roteiro, composto pelos seguintes 5 passos:

  1. O que é, de fato, um projeto de pesquisa;

  2. A estrutura textual do projeto de pesquisa;

  3. Como montar a estrutura básica do projeto de pesquisa;

  4. A importância do referencial teórico ou fundamentação teórica;

  5. Como fazer um cronograma estratégico.

Quando eu notei que esse conteúdo ainda faltava no material online das nossas redes sociais, primeiro, eu gravei um vídeo, em que eu explico os 5 passos comprovados para a produção de um projeto de pesquisa digno de aprovação. Então, dá uma olhada no vídeo abaixo, cujas instruções e dicas ainda estão muito atualizadas e devem ser reproduzidas, e atenção à dica bônus que eu passo no final do vídeo:

E então, viu todo o conteúdo do vídeo? Essa dica bônus do final já salvou muita gente! Agora, vamos destrinchar e reforçar as partes mais importantes do conteúdo do vídeo.

PASSO 1 – O que é o projeto de pesquisa

A primeira coisa que eu deixo muito clara no vídeo acima é que projeto, pré-projeto, TCC 1 (ou qualquer outro nome que a sua instituição quiser dar ao projeto)… é tudo a mesma coisa!

Projeto de Pesquisa = Pré-projeto de Pesquisa = TCC 1

O projeto de pesquisa é a intenção, ou seja, o plano da pesquisa. Ele diz como será (no futuro) a sua pesquisa. Mas a questão é que, vários elementos que estão no projeto de pesquisa (e que a gente vai conhecer melhor no passo 2), serão parte integrante do seu trabalho final.

O que definitivamente não aparece em um projeto de pesquisa é a parte do TCC chamada de Desenvolvimento, onde estarão os resultados, discussões e análises da sua pesquisa. Aliás, se você quiser saber mais sobre desenvolvimento, capítulos ou análise dos resultados, dá uma olhada em outro artigo aqui do Blog: Como fazer os resultados e discussão no TCC.

Agora, para saber mais detalhes sobre a estrutura textual do projeto de pesquisa, continua comigo aqui na sequência do artigo, e vamos ao passo 2.

PASSO 2 – A estrutura textual do projeto de pesquisa

Estrutura Textual do projeto de pesquisa

Assim como eu digo no vídeo deste artigo, o projeto de pesquisa tem 3 partes distintas: pré-textual (capa, folha de rosto, listas, sumário…), textual e pós-textual (referências bibliográficas, anexos e apêndices). E também no vídeo, eu me dedico a explicar cada uma das partes da estrutura textual, que eu reproduzo aqui embaixo para que você possa consultar sempre que quiser ou mesmo copiar para sua utilização.

Estrutura textual do projeto de pesquisa:

  • Introdução – contextualização e apresentação do tema:

    • Breve histórico e evolução do tema.

  • Estrutura Básica:

    • Problema de pesquisa;

    • Objetivo geral;

    • Objetivos específicos.

  • Hipóteses (algumas instituições não exigem).

  • Justificativa.

  • Metodologia.

  • Referencial teórico (ou fundamentação teórica).

  • Cronograma.

E a grande dica é: vários elementos acima também estarão no seu trabalho final. Eles serão apenas ajustados ou realocados, mas eles estarão lá! E se você viu a dica bônus do final do vídeo, você sabe do que eu estou falando.

Mas a questão não é só a repetição dos elementos, mas também a principal ausência na estrutura textual do projeto de pesquisa: o desenvolvimento! Ou seja, os capítulos em que efetivamente são apresentados os resultados e análises do TCC.

Por que o desenvolvimento não está no projeto de pesquisa? Porque ele ainda não existe! Simples assim.

Essa é justamente a parte a que você mais vai se dedicar quando estiver montando o seu trabalho final.

Porque, se você montar um projeto de pesquisa consistente, já terá a maior parte (ou toda a sua introdução) e também o seu referencial teórico.

No caso do projeto de pesquisa, a introdução é apenas uma contextualização (salvo alguma exigência específica da sua instituição de ensino). Mas o que é uma contextualização? É a apresentação do tema ao leitor do seu projeto de pesquisa.

E agora eu pergunto: quando você quer apresentar alguma coisa a alguém, o que você faz? O melhor caminho é conceituar e contar a história daquela coisa.

Então, para apresentar o seu tema, use conceitos, mostre como o tema se apresenta na realidade e, conte o breve histórico e mostre a evolução do tema ou assunto.

Isso se você já escolheu o tema do seu projeto de pesquisa e do seu TCC, claro. E se não escolheu, dá uma olhada neste outro artigo: como escolher o tema em 3 passos simples; para que você escolha um tema cientificamente adequado. E, principalmente, para não correr o risco de descobrir, no meio do seu trabalho, que o seu tema não é consistente ou não está delimitado. Porque isso é muito frustrante!

E, uma vez definido e apresentado o tema, você simplesmente vai para a parte mais importante de qualquer conteúdo científico: a estrutura básica!

A estrutura básica é o conjunto formado por tema delimitado, problema de pesquisa, objetivo geral e objetivos específicos.

Tema Delimitado + Problema de Pesquisa + Objetivo Geral + Objetivos Específicos = Estrutura Básica

E por que a estrutura básica é tão importante para um projeto de pesquisa e também para o TCC ? Porque ela simplesmente vai guiar toda a produção textual do seu trabalho.

Tudo o que você pesquisar e escrever no seu projeto de pesquisa e no seu TCC terá como foco: atender os objetivos e responder adequadamente o seu problema de pesquisa.

E como montar uma estrutura básica e dar os primeiros passos firmes para um projeto de pesquisa aprovado? É isso que eu mostro neste outro artigo que também está aqui no blog: como começar e acelerar o seu TCC.

A estrutura básica sempre estará presente em um trabalho científico e acadêmico, já as hipóteses podem ou não ser exigidas pela sua instituição de ensino no seu modelo de projeto de pesquisa. E, se elas forem exigidas, lembre-se, como eu digo no vídeo:

Hipóteses são afirmações sobre o seu tema ou problema de pesquisa que serão validadas ou refutadas ao longo do seu conteúdo.

Para usar um exemplo diferente do que está no vídeo, imagine que você esteja produzindo um trabalho sobre as atividades lúdicas no processo de ensino. Você pode ter duas hipóteses:

Hipótese afirmativa: as atividades lúdicas contribuem decisivamente para a otimização do processo de ensino.

Hipótese negativa: as atividades lúdicas não contribuem para a otimização do processo de ensino.

Qual hipótese é verdadeira? A sua pesquisa e o seu conteúdo dirão!

E o próximo passo da estrutura textual do projeto de pesquisa é a justificativa. Ou seja, a parte do projeto de pesquisa em que você demonstra a importância do seu tema e convence o seu leitor de que vale a pena investigar esse assunto. Mas a grande questão é: como fazer a justificativa? E é isso que eu mostro em justificativa e a técnica do roteiro de consequências.

E agora chegamos, então, à metodologia. E eu te mostro como montar a sua com base em outro artigo aqui do blog: metodologia em 3 passos simples.

E em relação ao referencial teórico ou fundamentação teórica (é a mesma coisa), eu tenho dois artigos aqui do blog para te indicar:

Artigo 1: Pesquisar referencial e poupar tempo

Artigo 2: 3 exemplos de fundamentação teórica

E para fechar a estrutura textual do projeto de pesquisa, temos o cronograma. E mais produtivo do que falar sobre o cronograma, é te mostrar aqui um exemplo prático.  A imagem abaixo é do cronograma do meu projeto de pesquisa do Mestrado:

Cronograma projeto de pesquisa

Agora um aviso muito importante! A estrutura do projeto de pesquisa que eu te mostrei aqui é o modelo padrão, recomendado pela ABNT, mas isso não quer dizer que o modelo da sua instituição será exatamente igual, porque as faculdades podem promover ajustes na estrutura dos seus trabalhos científicos.

Então, sempre verifique o manual de produção científica da sua instituição e confronte com o modelo padrão que você viu aqui. 

Mas, uma coisa eu posso te garantir, alguns elementos podem não ser exigidos, a ordem pode mudar, mas, na essência, o projeto de pesquisa terá os elementos que você viu aqui e as técnicas para produzir o seu conteúdo podem ser utilizadas exatamente como eu te mostro aqui e nos links que eu recomendei ao longo deste artigo.

Dado o recado, podemos passar ao passo 3.

PASSO 3 – monte a sua estrutura básica (antes de qualquer outra coisa)

Eu digo, repito e reforço: antes de sair pesquisando referencial teórico ou mesmo de sair produzindo textos de maneira aleatória, a primeira coisa que você precisa fazer para montar um projeto de pesquisa digno de aprovação (e, por consequência, um TCC) é: montar a sua estrutura básica.

Não existe mágica ou atalho. A estrutura básica, com tema delimitado, problema de pesquisa, objetivo geral e objetivos específicos, direciona todo o conteúdo do projeto de pesquisa e do trabalho final. Portanto, ela é o seu guia! E deve ser a sua primeira preocupação. E como montar a estrutura básica? Como eu já mencionei, tem um artigo aqui mesmo no blog em que eu te mostro isso passo a passo. É só conferir como começar e acelerar o seu TCC.

E agora o Passo 4.

PASSO 4 – referencial teórico ou fundamentação teórica

referencial teórico tcc

Como eu já mencionei aqui mesmo no artigo, este blog tem dois conteúdos completos sobre pesquisa de referencial teórico e sobre a produção escrita do referencial teórico.

Então, se você tem dúvidas específicas sobre o referencial ou fundamentação teórica, pode recorrer a esses dois outros artigos. Porque, neste artigo aqui, o que eu tenho de mais importante para te dizer é:

O referencial teórico do seu projeto de pesquisa pode e deve ser utilizado no seu TCC (artigo, monografia, ou seja, no seu trabalho final).

Então, capriche no referencial do projeto de pesquisa. Use fontes consistentes e monte um conteúdo robusto, porque você vai adiantar boa parte do seu trabalho final.

E agora o passo número 5…

PASSO 5 – cronograma: seja estratégico!

Eu já até coloquei um exemplo de Cronograma neste artigo, então, o passo 5 é apenas uma dica sobre o registro estratégico dos prazos.

Os alunos do TCC Sem Drama, ao aplicar as técnicas do nosso treinamento online, conseguem agilizar (e muito!) as várias etapas de produção do projeto de pesquisa e do TCC. E isso acontece porque as técnicas realmente aceleram as etapas e aumentam a produtividade, enquanto diminuem a angústia e o desespero.

Basta ver todos os depoimentos de vários dos mais de 40 mil alunos aprovados que já passaram pelo treinamento no nosso site oficial em https://tccsemdrama.com.br/treinamento ou nas nossas redes sociais.

Acontece que muitos orientadores, habituados ao falido sistema tradicional de ensino e orientação científica, desconfiam de produtividade. Eles costumam medir competência por tempo e não por resultados.

Então, ao preencher o seu Cronograma, seja estratégico e entregue ao seu orientador o que ele espera. E mesmo que você tenha produzido uma parte do trabalho muito mais rápido do que o considerado prazo normal, registre um prazo maior no cronograma, apenas para evitar problemas e questionamentos. Como eu digo sempre: seja estratégico!

E por último, eu queria apenas reforçar a dica bônus do vídeo que está neste artigo:

A introdução do seu TCC (o trabalho final) será simplesmente a reunião, em um corpo de texto único, de alguns elementos do seu projeto de pesquisa, a saber: introdução (contextualização), justificativa, estrutura básica  e metodologia.

Bom, agora que você já sabe como montar o seu projeto de pesquisa, pode aplicar o que acabou de aprender. Mas, se tiver alguma dúvida específica, ou se quiser trocar uma ideia, desce aí a barra de rolagem e deixa o seu comentário.

Abraços. E eu te vejo aqui, do Lado dos Aprovados.

Amilton Quintela

Deixe um comentário