Conheça os tipos de pesquisa de um TCC

Uma boa metodologia deve responder a três perguntas: quais são as fontes referenciais (primárias ou secundárias), a sua abordagem (qualitativa ou quantitativa), e por último, mas não menos importante, qual o tipo de pesquisa. E é esse o tema de hoje.

É muito comum que o estudante confunda o tipo de pesquisa com a abordagem dos resultados, e tenha dúvidas entre quantitativa e qualitativa – já tratamos sobre esse tema, leia aqui. Sobretudo, na verdade, existem três tipos de pesquisa: a descritiva, a exploratória e a explicativa. Elas devem ser relacionadas à natureza do trabalho ou ao seu tema definido, buscando a resposta para as suas hipóteses.

Descritiva, Exploratória e Explicativa, qual a diferença?

Primeiramente, as pesquisas descritivas e exploratórias são bastante semelhantes, relacionando uma variável com outra. Por exemplo, a medicina preventiva e a redução de custos hospitalares. É sempre um fator comparado a outro.

Em contrapartida, a pesquisa se torna descritiva quando trata de variáveis mais antigas, com maior conteúdo, corpo teórico desenvolvido e sustentável. A liderança e aspectos motivacionais dos colaboradores é um exemplo, visto que já se explorou não apenas liderança, como também motivação.

Mas sua pesquisa será exploratória, se você utilizar um assunto mais recente, sem grande volume teórico ou estudo prévio. Você pode até partir de uma análise já difundida como gestão de empresa, porém, se fizer isso em um contexto atual, como a pandemia, irá explorar um campo novo.

Já a pesquisa explicativa expõe um conceito muito mais simples, buscando responder perguntas relacionadas a fenômenos. Por exemplo: por que chove mais em determinada região? Ou por que um grupo de pessoas responde a um tipo de tratamento e outro não? Como pode ver, ela é bastante utilizada na área da saúde e agronomia ou geografia.

Qual tipo de pesquisa devo utilizar?

O fato é que, o tipo de pesquisa ideal para o seu TCC vai depender muito do seu tema, da sua proposta, se é recente, antigo ou se explica fenômenos. Depois que definir isso, é só responder suas fontes referenciais e a abordagem da pesquisa para ter uma metodologia completa.

Se tiver mais dúvidas sobre esse tema acesse o site do TCC Sem Drama e venha para o lado de mais de 30 mil alunos aprovados. Também tenho um vídeo sobre esse tema no meu canal do Youtube. Se inscreva por lá e tenha acesso a outras dicas valiosas para montar o trabalho perfeito.

 

 

Abraços,

Professor Amilton Quintela.

Pesquisa qualitativa ou quantitativa: entenda a diferença

Definir a metodologia ideal é essencial para escrever um bom TCC, afinal, todas as suas ideias vão partir do tipo de pesquisa que você utilizar. Dessa forma, surge uma dúvida muito comum dos alunos: Para produzir meu trabalho, qual abordagem devo utilizar? Quantitativa ou Qualitativa? Entenda agora a diferença.

Conheça o seu TCC antes de escolher a sua abordagem

Antes de mais nada, é importante salientar que não existe um tipo ideal. Vai depender muito da sua metodologia, se sua pesquisa será oratória, descritiva ou explicativa e se vai utilizar fontes secundárias que é o material teórico, ou fontes primárias que é o material de campo. Tudo isso é levado em consideração para definir se os resultados serão abordados de forma qualitativa, quantitativa ou também de forma quali quanti – já chegaremos lá.

O que você deve levar em consideração é que, após a pesquisa, você irá expor seus argumentos se sustentando em conceitos, números ou ambos. Caso se baseie em análise de discursos, pesquisas de opinião e conceitos – que serão transformados em resultados e, posteriormente, na análise –, a sua abordagem é qualitativa. Por outro lado, se você se basear em números, dados, vendas, porcentagem, crescimento e outros, a sua pesquisa é quantitativa.

Por exemplo, vamos supor que seu trabalho trata da percepção da qualidade do cliente ao consumir determinado produto. Caso aponte os resultados diante do discurso, percepção ou aquilo que a pessoa entrevistada sentiu, a pesquisa é qualitativa. Mas se falar da qualidade do produto utilizando o número de vendas, é quantitativa. Viu, bem simples.

É possível utilizar as duas pesquisas?

Há também a possibilidade de você se basear tanto no discurso do cliente, como nas vendas para sustentar seus argumentos. Aí ocorre o que se chama de abordagem quali quanti, quando utiliza tanto os conceitos como os números.

O importante é conseguir levantar bons dados, utilizando fontes de credibilidade para que sua pesquisa e argumentos tenham fundamentos interessantes e sustentem sua tese.

Quer saber mais sobre a diferença de pesquisa qualitativa e quantitativa? Vou deixar aqui abaixo o link para um vídeo que preparei para o meu canal no Youtube. Aproveite e se inscreva por lá para receber todas as dicas e produzir um TCC nota 10.

Venha para o lado de mais de 30 mil aprovados!

 

 

Abraços,

Professor Amilton Quintela.