Como Fazer Justificativa de TCC e Monografia – a poderosa técnica do Roteiro de Consequências

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências?

É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta!

Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto crítico do TCC. Isso fica muito claro pela quantidade de alunos que me pede ajuda para desenvolver uma Justificativa de TCC a cada novo semestre. “Como Fazer a Justifica do TCC, Professor?” Essa é uma das perguntas que eu mais escuto e leio todos os dias.

Só nas duas últimas semanas antes da publicação deste artigo, eu recebi 12 e-mails que solicitavam dicas e informações sobre a Justificativa do TCC.  Quase 1 e-mail por dia! E isso sem contar os contatos via Facebook e Whatsapp dos alunos do Treinamento TCC Sem Drama, que falam diretamente comigo e podem contar com a minha orientação online.

E olha que eu já fiz 1 vídeo para o nosso Canal do Youtube (COMO FAZER A JUSTIFICATIVA DO TCC), depois eu publiquei esse mesmo vídeo em um artigo aqui mesmo no Blog (Como Fazer a Justificativa do seu TCC 2), e, mais tarde, eu fiz um novo artigo que mostrou uma Justificativa de TCC Pronta em 3 Passos Simples.

Nos vídeos e artigos anteriores, eu expliquei com detalhes o que é a Justificativa de TCC. Mostrei exemplos e passei técnicas para a produção do texto. Mas ainda não havia mostrado a minha técnica do Roteiro de Consequências. E toda vez que eu preciso montar uma Justificativa de TCC, eu uso essa técnica antes de escrever qualquer coisa no meu trabalho.

Em primeiro lugar, é importante dizer que o que eu vou mostrar neste artigo serve para qualquer tipo de TCC: artigo, monografia, relatório, estudo de caso… e por aí vai. E, nos trabalhos finais, para qualquer um desses modelos, a Justificativa do TCC (salvo alguma exigência específica da sua faculdade), faz parte do corpo de texto da Introdução do TCC. E se você quiser saber mais sobre Introdução, veja isso: introdução do TCC, o que escrever e por onde começar.  Agora, se você ainda está montando o seu projeto ou pré-projeto de pesquisa, a Justificativa aparece como um título à parte.

Agora, dentro do texto da Introdução ou em um título isolado, a Justificativa de TCC tem 1 única função: convencer as pessoas de que o assunto do seu TCC é importante!

Ou seja, mostrar a RELEVÂNCIA do tema que você escolheu para o seu trabalho. E mostrar que vale a pena desenvolver uma pesquisa e um trabalho científico sobre esse assunto.

Mas, espera aí! Relevância para quem. Para você?! Não!!!

Eu espero sinceramente que o assunto do seu TCC seja relevante para você, mas, para montar uma Justificativa de TCC pronta e convincente, você precisa demonstrar que o assunto do seu trabalho é importante, ou seja, causa IMPACTO em alguma realidade específica: um grupo social, uma categoria profissional, a sociedade, a comunidade acadêmica… enfim, um contexto social.

A pergunta que você deve se fazer para começar a produzir uma Justificativa de TCC é: por que pesquisar esse assunto? (Ou uma das variações: por que esse assunto é importante? Qual a relevância de discutir esse assunto? O que esse assunto pode mudar na realidade? Que impactos a discussão desse assunto pode provocar?…)

Apesar de muitos alunos acreditarem que o TCC existe para atrapalhar a sua formatura, na verdade, o TCC existe para promover mudanças, para tentar melhorar a realidade a partir do estudo e da reflexão sobre um assunto específico (nossa! Que bonito isso, não?!). E como o seu TCC pode impactar a realidade? Explique isso com consistência e a você terá uma Justificativa de TCC pronta!

Agora, se nós estamos falando em impacto, nós estamos falando em CONSEQUÊNCIAS! Por isso, se você quer saber Como Fazer a Justificativa do TCC, comece pelo Roteiro de Consequências, que você vai ver neste vídeo aí embaixo:

Viu?! Como algumas pessoas costumam dizer que os meus exemplos são sempre de marketing, eu usei dois assuntos totalmente diferentes da minha área no vídeo para te mostrar o Roteiro de Consequências para 2 exemplos de Justificativa de TCC.

Aliás, como eu digo no vídeo, quando você vê uma técnica do TCC Sem Drama, o assunto é o menos relevante. O que realmente importa é a dinâmica e a estrutura da técnica. Se você prestar atenção nisso, basta reproduzir cada uma das nossas técnicas para o assunto específico do seu TCC. Simples assim.

E se você não consegue entender ou fazer isso, você deve sofrer de Miopia de Conteúdo. E isso pode explicar porque você não consegue encontrar referencial para o seu TCC.

E como hoje eu estou muito inspirado, eu acabei de montar mais um Roteiro de Consequências junto com um dos alunos do Treinamento Online do TCC Sem Drama e aí vai a imagem para você. É um Brinde, ok?! E esse exemplo é mesmo muito doido, porque é de uma área que não tem nada a ver com Marketing e com os meus conhecimentos. Mas eu acho que já posso Justificar a importância de um TCC que trata do Projeto Arquitetônico de um Clube Recreativo (vivendo e aprendendo), dá uma olhada:

Justificativa de TCC

Agora você tem 3 exemplos de Justificativa de TCC para usar como modelo e deixar a sua Justificativa pronta!

E se você gostou do conteúdo ou quer tirar uma dúvida, deixa o seu COMENTÁRIO aqui neste artigo para gente trocar uma ideia!

Abraços.

Amilton Quintela

 

 

3 Exemplos de Fundamentação Teórica para usar no seu TCC

Que tal 3 exemplos de Fundamentação Teórica que te mostram um caminho simples para vencer essa etapa do seu TCC?

exemplos de fundamentação teórica para o seu tcc

Acho que o sonho de 10 entre 10 alunos que precisam fazer um TCC (um artigo, monografia, relatório de pesquisa, ou qualquer outro modelo de trabalho) é acordar um dia e ver que a sua fundamentação teórica simplesmente ficou pronta! Assim, tipo milagre mesmo! Pois é… isso não vai acontecer… Desculpa ser o portador dessa notícia.

Mas, se a sua Fundamentação Teórica não vai simplesmente surgir por combustão instantânea, isso não quer dizer que não existam técnicas para você construir essa parte tão temida do seu TCC de uma forma mais rápida, mais fácil e com menos sacrifício. É… eu não posso prometer milagres, mas eu posso te mostrar um caminho, com base em 3 exemplos de Fundamentação Teórica, que vão deixar essa parte do seu trabalho muito menos assustadora e muito mais suave. Duvida? Continua comigo, então.

Na verdade, o que eu vou te mostrar neste artigo não são exatamente 3 exemplos de Fundamentação Teórica diferentes, mas sim, 3 passos, em forma de exemplos, que vão te mostrar como deixar a sua Fundamentação Teórica pronta em menos tempo e com mais segurança e tranquilidade. Vai funcionar mais ou menos assim: eu vou te revelar uma sequência de 3 técnicas poderosas e vou apresentar um exemplo para cada uma das técnicas, para facilitar a sua vida.

Mas, antes das técnicas, eu preciso esclarecer alguns pontos. Por exemplo, se neste exato momento você está pensando: “Este artigo não serve para mim, afinal o meu professor me pediu um referencial teórico.” OPA! Para tudo! Primeiro ponto a esclarecer: FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA E REFERENCIAL TEÓRICO SÃO A MESMA COISA!

É que alguns orientadores e instituições preferem falar referencial teórico, enquanto outros optam por fundamentação teórica. Dá na mesma! Com um nome ou outro, nós estamos falando daquela parte do seu TCC em que você vai apresentar os conceitos centrais da sua pesquisa. Com um detalhe: você vai apresentar os conceitos centrais da sua pesquisa com base no que outros autores dizem.

Para resumir e deixar bem claro: Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico é apresentar os conceitos centrais do seu TCC com base no que outros autores dizem e escrevem sobre o assunto.

Not pessoal: não é o que você pensa sobre os conceitos, mas o que autores renomados e reconhecidos pensam. E não é que o que você pensa não tenha valor… tá bom, eu sei que o seu orientador faz questão de deixar transparecer que a sua opinião não vale nada… beijo para o recalque dele!… a questão é que tomar com base outros autores e o que foi escrito antes sobre os conceitos centrais do seu trabalho é a essência de uma produção científica. Você pode até não concordar, mas não dá pra mudar isso do dia para a noite. Então, ao invés de sentar e chorar, vamos nos adaptar!

Retomando… segundo ponto a esclarecer: SIM! TODOS OS TIPOS DE TCC OU MESMO PROJETOS E PRÉ-PROJETOS DE PESQUISA PRECISAM DE UMA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA!

Desculpa também ser o portador dessa notícia, mas não dá pra correr ou fugir.

Todos os trabalhos acadêmicos e científicos tem uma estrutura básica: um tema, um problema de pesquisa, objetivos, introdução e, adivinha só, uma Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico. E aqui no blog mesmo eu já te mostrei Como Pesquisar Referencial Teórico e ainda economizar tempo. Mas a questão neste artigo não é pesquisar referencial e sim montar o texto do seu Referencial Teórico ou Fundamentação Teórica. E nós já vamos chegar nos Exemplos de Fundamentação Teórica. Calma aí!

Antes disso, mais um ponto a esclarecer, o terceiro e último: ONDE A FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA VAI APARECER EM UM ARTIGO CIENTÍFICO OU MONOGRAFIA?

Geralmente, as instituições exigem um capítulo específico de referencial ou fundamentação teórica, que vem logo depois da Introdução do trabalho. Mas eu disse geralmente! Porque algumas instituições de ensino não exigem um capítulo específico com o Título Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico. Que maravilha! Então, não tem fundamentação teórica?! Menos aí na empolgação, meu caro. O que dizia o nosso segundo ponto esclarecedor? Recapitulando: SIM! TODOS OS TIPOS DE TCC OU MESMO PROJETOS E PRÉ-PROJETOS DE PESQUISA PRECISAM DE UMA FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA!

Mas se não tem um capítulo para isso, como é que a Fundamentação Teórica aparece? Disfarçada. Em um capítulo que tem como título o conceito central do seu trabalho, por exemplo, e onde você vai apresentar diferentes abordagens, de diferentes autores, para explicar e analisar esse conceito. Acho que isso vai ficar mais claro nos 3 Exemplos de Fundamentação Teórica, então, vamos a eles.

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 1: identifique o seu conceito ou conceitos centrais.

Como você identifica o conceito central do seu TCC? Olhando o seu tema, problema de pesquisa e objetivos. Eu vivo dizendo aos alunos que a parte mais importante de um TCC é a montagem da Estrutura Básica. Se você ainda não entendeu isso, recomendo que dê uma olhada neste outro artigo do blog: Como Fazer TCC Rápido, Fácil e com Qualidade. Ah! Este outro artigo também pode te ajudar muito: Como Montar o seu TCC em 7 Passos. A estrutura básica de um TCC é o conjunto formado pelo tema, problema de pesquisa e objetivos geral e específicos. E é esse conjunto que vai deixar claro para você que conceitos centrais ou conceito central você deverá trabalhar na sua Fundamentação Teórica. Para ficar claro e cristalino, vamos ao Exemplo!

Para ninguém dizer que eu usei mais um exemplo da minha área de conhecimento (Administração/Marketing), vou usar o tema que um aluno do Treinamento Online do TCC Sem Drama me mandou recentemente e que eu achei bem interessante. Lembre-se, o importante aqui não é se o tema é igual, semelhante ou diferente do tema do seu TCC. O importante é entender a técnica e aplicar ao seu conteúdo. Então, vamos lá.

Digamos que o tema do nosso TCC é: novas mídias e o processo de aprendizagem. Acontece que, se você acompanha os nossos conteúdos, você sabe que o tema é apenas um ponto de partida. E não adianta nem mesmo pesquisar referencial teórico, quanto mais tentar montar a fundamentação teórica apenas com o tema nas mãos. Nós precisamos de mais! Nós precisamos de uma estrutura básica. E se você ainda tem dúvidas com relação a esse aspecto, veja: Como Montar o seu TCC em 7 Passos.

Como o foco aqui não é explicar como montar a estrutura básica, vamos partir de uma pronta:

Tema: novas mídias e o processo de aprendizagem. Problema de pesquisa: quais os principais impactos da utilização das novas mídias no processo de aprendizagem em contexto escolar? Objetivo Geral: identificar os principais impactos da utilização das novas mídias no processo de aprendizagem em contexto escolar. Objetivos específicos: conceituar novas mídias; conceituar processo de aprendizagem; analisar os impactos das novas mídias no processo de aprendizagem dos alunos do ensino médio.

Outra coisa que eu costumo repetir muito para os meus mais de 8.700 (número de estudantes que já usaram as técnicas do Treinamento TCC Sem Drama e foram aprovados) é: bons problemas de pesquisa são aqueles que relacionam variáveis ou conceitos. No caso do nosso exemplo, quais são as variáveis ou conceitos relacionados?

Isso mesmo! NOVAS MÍDIAS e PROCESSO DE APRENDIZAGEM.

O quê? Você não tinha percebido isso. Tudo bem, vamos esclarecer. O nosso problema de pesquisa quer saber: como as novas mídias afetam a aprendizagem dos alunos. Portanto, nós vamos relacionar novas mídias e aprendizagem! Simples assim.

Fica óbvio, então, que os conceitos centrais do nosso TCC são NOVAS MÍDIAS e PROCESSO DE APRENDIZAGEM. Portanto, para identificar os seus conceitos centrais, veja quais são os itens ou variáveis que aparecem como essência do seu problema de pesquisa ou do seu objetivo geral.

No caso do nosso exemplo, o próprio tema já escancara os conceitos centrais, mas, nem sempre é assim. Você pode se deparar, por exemplo, com uma monografia cujo tema é inclusão escolar, ou sustentabilidade, e isso não diz muita coisa, mas, ao ler o problema de pesquisa, você nota que a monografia quer investigar métodos didáticos para a inclusão escolar, ou empreendedorismo sustentável e geração de empregos.

Se você vê apenas o tema – inclusão escolar -, não identifica que os Métodos Didáticos também representam um conceito central. E se você vê apenas o termo sustentabilidade, não identifica que os conceitos centrais são Empreendedorismo sustentável e Geração de Empregos.

Agora, A PERGUNTA DO MILHÃO: adianta começar a mostrar para o leitor do seu TCC como as novas mídias influenciam a aprendizagem, se esse leitor não sabe o que são novas mídias e o que é aprendizagem?

Da mesma forma: adianta explicar como alguns métodos didáticos promovem inclusão escolar, se o leitor do seu trabalho não tem a mínima ideia do que é um método didático e do que vem a ser inclusão escolar? Adianta mostrar ao leitor como o empreendedorismo sustentável gera emprego, se ele não sabe nem o que raios é empreendedorismo? (Opa, foram 3 exemplos de Fundamentação Teórica dentro do item Identificar os Conceitos Centrais! Considere um Bônus!)

E a resposta para A PERGUNTA DO MILHÃO: claro que NÃO! Não adianta relacionar conceitos que o seu leitor não conhece. Ele vai ficar mais perdido do que cebola em salada de fruta.

Então… olha só! É para isso que a Fundamentação Teórica serve. Para explicar os assuntos centrais que serão tratados ao longo do seu TCC. Mas explicar com base no que você pensa ou acha? Claro que não! Explicar com base no que outros autores já estudaram e produziram sobre o assunto.

Agora que você já sabe como identificar o conceito ou conceitos centrais do seu TCC, vamos à montagem do conteúdo da sua Fundamentação Teórica.

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 2: monte o seu roteiro.

Quer produzir um texto de TCC com segurança, tranquilidade e produtividade? Faça um ROTEIRO! E isso vale para todos os capítulos do trabalho. Portanto, também vale para os exemplos de Fundamentação Teórica.

Montar um roteiro é criar uma estrutura de tópicos para o desenvolvimento do seu texto e, no caso da Fundamentação ou Referencial Teórico, tem um modelo quase padronizado de roteiro que funciona 99,9% das vezes.

E até hoje, só os alunos do Curso Online do TCC Sem Drama conheciam esse modelo. Mas, como eles já tem acesso a muitas outras técnicas poderosas que não dá para mostrar aqui no Blog, eu vou Revelar esse Roteiro Padrão. Fica ligado!

Roteiro para sua Fundamentação Teórica:

  • Histórico do conceito/conceitos centrais;
  • Apresentação de abordagens de diferentes autores;
  • Análise comparativa dos autores.

Calma! Não se descabele. Eu sei que ainda está confuso, mas é porque eu ainda não expliquei o roteiro. Então, vamos lá. E eu vou explicar o roteiro recorrendo ao nosso exemplo: NOVAS MÍDIAS e PROCESSO DE APRENDIZAGEM.

Exemplos de Fundamentação Teórica – roteiro padrão para os conceitos centrais NOVAS MÍDIAS e APRENDIZAGEM:

  • Histórico do conceito/conceitos centrais – neste tópico, a gente conta a história das Novas Mídias: como surgiram, como se desenvolveram, como se transformaram ao longo do tempo e como chegam ao contexto atual.
  • Apresentação de abordagens de diferentes autores – neste tópico, a gente conceitua, ou seja, define novas mídias, com base em citações de diferentes autores, com abordagens semelhantes, complementares ou mesmo divergentes.
  • Análise comparativa dos autores – neste tópico, a gente compara os diferentes conceitos e abordagens dos autores citados no tópico anterior.

“Mas, Amilton, e o processo de Aprendizagem?” É só seguir o mesmo roteiro:

  • Histórico do processo de aprendizagem;
  • Apresentação de conceitos e abordagens de diferentes autores sobre o processo de aprendizagem;
  • Análise comparativa dos conceitos e abordagens dos autores citados no tópico anterior.

E eu aposto que você quer ver esse roteiro aplicado. Na prática mesmo, não é?! Então, vamos lá!

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 3: escreva a sua Fundamentação Teórica com base no seu roteiro.

Para mostrar como é prático montar uma fundamentação teórica com base em um bom roteiro, eu vou produzir um texto agora, de improviso, com autores e conteúdos fictícios, até para que eu não tenha que seguir o rigor de uma pesquisa de referencial sobre um assunto que eu não domino (novas mídias e aprendizagem). Lembre-se de que, no caso do seu TCC, quando você for construir a sua Fundamentação Teórica, você já fez a sua pesquisa de referencial teórico, e se você tem dificuldades em fazer a pesquisa, veja: Como pesquisar Referencial Teórico e ainda Economizar Tempo.

Ah! Outra coisa, é claro que aqui eu vou produzir apenas um trecho de texto e não um referencial inteiro. A ideia é te mostrar a estrutura de argumentos ordenados em uma Fundamentação Teórica. Mas pode ficar sossegado, porque em um TCC completo, você deverá apenas reproduzir a estrutura do nosso exemplo. Você só vai precisar adaptar ao seu conteúdo e, obviamente, usar um volume maior de citações e referenciais. O recomendado é que você utiliza de 5 a 7 autores diferentes para cada conceito central da sua Fundamentação Teórica, ok? No nosso exemplo, eu vou usar três autores.

3 EXEMPLOS DE FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA – PASSO 4: estrutura de argumentação segundo roteiro abaixo:

  • Histórico do conceito/conceitos centrais – neste tópico, a gente conta a história das Novas Mídias: como surgiram, como se desenvolveram, como se transformaram ao longo do tempo e como chegam ao contexto atual.
  • Apresentação de abordagens de diferentes autores – neste tópico, a gente conceitua, ou seja, define novas mídias, com base em citações de diferentes autores, com abordagens semelhantes, complementares ou mesmo divergentes.
  • Análise comparativa dos autores – neste tópico, a gente compara os diferentes conceitos e abordagens dos autores citados no tópico anterior.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA (REFERENCIAL TEÓRICO)

As mídias tradicionais ( mídia impressa, rádio e TV) já ocupam lugar significativo em nossas vidas há várias décadas. Como ferramentas de transmissão de informação e entretenimento e, sobretudo, como veículos de divulgação de produtos e serviços, as mídias tradicionais exercem influência direta no comportamento dos cidadãos e consumidores. Mas, no mundo contemporâneo, estamos também expostos a novos modelos de comunicação, marcados pelo surgimento das novas mídias. Segundo Quintela (2016), as novas mídias são um resultado direto da associação das mídias tradicionais à internet. Assim, elas surgem quando as tecnologias informacionais se unem aos métodos de comunicação e se propagam a partir da força da internet como veículo de transmissão de informações em tempo real, de geração de conteúdos e de formação de opiniões (GONÇALVES, 2015). Às opiniões de Quintela (2016) e Gonçalves (2015) associa-se a reflexão de Santos (2017), que coloca como forças propagadoras das novas mídias a velocidade de transmissão de informações e a possibilidade de interação entre as pessoas e os conteúdos. “As novas gerações não querem apenas ver um comercial, querem interagir com a sua marca, produto ou conteúdo preferido.” (SANTOS, 2017, p. 232) Com base nas opiniões dos autores, é possível entender porque as novas mídias ocupam espaço central na vida dos jovens em um mundo pós-moderno e como representam elemento que não pode mais ser ignorado na composição dos processos de aprendizagem humana. (Viu?! Aí está o Histórico do Conceito de Novas Mídias! O primeiro tópico do roteiro montado para a nossa fundamentação teórica. Surgimento, evolução e presença atual das novas mídias e, no final, eu ainda fiz um link com o processo de aprendizagem! É claro que, em uma fundamentação teórica completa, nós usaríamos mais texto e autores, mas a estrutura de argumentação seria a mesma!)

Como visto anteriormente, é impossível negar a importância das novas mídias como elemento central nos processos de comunicação e aprendizagem no contexto social pós-moderno. (Sempre que você for mudar de um tópico do seu roteiro para outro, faça uma TRANSIÇÃO, ou seja, ligue o conteúdo que está por vir ao que você já disse, como eu acabei de fazer antes deste parêntese.) Mas, em termos conceituais, o que são exatamente novas mídias? Soares (2001) conceitua as novas mídias, de forma básica, como um termo genérico para designar qualquer mídia não tradicional, equiparando-as a um novo meio de comunicação. Para Sathler (2002), o conceito é mais profundo, e as novas mídias são os meios de comunicação que reúnem a tecnologia (informacional e da informática) às mídias. Ou seja, uma união entre “informática e comunicação” (SATHLER, 2002). Santos (2017) complementa os conceitos anteriores adicionando a interação entre o público (alvo da comunicação) e os conteúdos (insumo da comunicação) em um processo acelerado de troca de informações como característica básica das novas mídias.

Para os autores já citados, a internet é o fio condutor das novas mídias, possibilitando a troca de informações e a interação entre públicos e conteúdos através de e-mails, redes sociais e do marketing digital. Entretanto, para Silva (2010), é preciso destacar o caráter transitório do conceito de novas mídias. Para este autor, a internet, por exemplo, foi, durante um período, uma nova forma de comunicação que associava tecnologia e mídia, mas, no contexto atual, já pode ser classificada apenas como uma mídia (e não mais nova mídia), pois já não é um veículo de informações que foge dos meios tradicionais, mas sim uma plataforma de comunicação já arraigada aos hábitos das pessoas e grupos sociais. (Viu?! Aí está a apresentação das abordagens de diferentes autores! O segundo tópico do roteiro montado para a nossa fundamentação teórica. Não custa lembrar: em uma fundamentação teórica completa, nós usaríamos mais texto e autores, mas a estrutura de argumentação seria a mesma!)

Com base nas diferentes abordagens conceituais sobre novas mídias, é possível notar semelhanças e diferenças nas reflexões dos autores que se debruçam sobre esse tema. (Viu a TRANSIÇÃO?!) A maior parte dos autores que se dedicam a estudar as novas mídias concordam que elas são novas plataformas de condução de informações e conteúdos que fogem das chamadas mídias tradicionais e que associam tecnologia e comunicação. Assim, a internet e sua capacidade de geração rápida de conteúdo e de promoção de interação entre público e mensagem, seria o maior exemplo de uma nova mídia. Incluindo os seus, digamos, subprodutos, como as redes sociais, por exemplo. Soares (2001), Sathler (2002) e Santos (2017) seguem essa linha de argumentação. Entretanto, não se pode deixar de registrar que alguns autores, como Silva (2010), não percebem a internet como um modelo de nova mídia, uma vez que ela já alcançou um patamar de representatividade tão significativo em nosso contexto social, que não mais permite que os seus mecanismos de comunicação (e-mail e redes sociais, por exemplo) sejam classificados como novos meios de comunicação.(Viu?! Aí está a análise comparativa das abordagens de diferentes autores! O terceiro tópico do roteiro montado para a nossa fundamentação teórica.)

E por que não, para arrematar, já criar um link entre o conceito central de novas mídias e os conceitos de aprendizagem? Veja isso:

Mesmo que se considerem as eventuais divergências de conceitos, o fato é que não é mais possível desconsiderar as novas mídias como elementos que ocupam lugar de destaque na dinâmica de aprendizagem de jovens e adolescentes. Assim… (e aqui teria início a estrutura de roteiro – histórico, conceitos e análise comparativa – para o processo de aprendizagem, nosso outro conceito central!)

Eu dou aula em cursos de graduação e pós-graduação há mais de 8 anos. Oriento trabalhos de conclusão de curso ao longo desse mesmo período. Em função do Treinamento Online do TCC Sem Drama, orientei milhares de alunos nos últimos 4 anos. Respondo cerca de 90 e-mails por dia e vejo centenas de exemplos de fundamentação teórica em um única semana. E posso te dizer com toda a segurança. Nunca vi sequer um texto que seguisse a estrutura do exemplo que eu acabei de te passar ser reprovado. Todos foram Aprovados!

Eu espero que os nossos exemplos de Fundamentação Teórica (ou referencial teórico) tenham sido úteis para você. E, se eu pude te ajudar, deixa aí o seu COMENTÁRIO. Você também pode Tirar suas Dúvidas no box que está abaixo do artigo nesta mesma página. Fique à vontade! Eu vou adorar trocar ideias com você.

Você acabou de aprender um pouco mais sobre Fundamentação Teórica. Agora, se você quer ter acesso ao conteúdo completo do nosso Treinamento Online e quer conhecer o método que já ajudou mais de 8.500 alunos no Brasil e fora do país a terem os seus trabalhos aprovados, veja ESTE VÍDEO AGORA.

Eu não sei por quanto tempo esse vídeo vai estar no ar, então, eu te aconselho a clicar aqui agora, porque, em breve, nossas vagas estarão todas preenchidas e eu vou ter que fechar essa página.

Abraços.

Amilton Quintela

Exemplo de Justificativa de TCC – Justificativa Pronta em 3 Passos Simples

Que tal um exemplo de Justificativa de TCC que te mostra como deixar a Sua Justificativa Pronta em 3 Passos Simples?

exemplo de justificativa de tcc

Bom, não é? Apenas 3 passos e uma Justificativa de TCC Pronta! Quem não quer?

Eu me dedico a Simplificar o TCC dos alunos há mais de 8 anos. O TCC Sem Drama tem aproximadamente 5 anos de existência. E, ao longo desse tempo, eu pude notar que tem alguns pontos-chave, pontos críticos mesmo, que atrasam a vida dos estudantes.

E eu nem estou mencionando aqui o sistema tradicional de orientação (aquele que a sua faculdade te disponibiliza), que, salvo raríssimas e cada vez mais escassas exceções, está falido (ainda vou fazer um artigo só sobre isso). A verdade é que o modelo tradicional de orientação é, sem dúvida, o principal obstáculo para um TCC sem stress e sofrimento. Ele está tão ultrapassado quanto uma belíssima máquina de escrever em uma redação de jornal. Ele é tão ultrapassado e ineficaz, que não consegue sequer identificar os pontos críticos que eu mencionei acima, aqueles que muitas vezes deixam o aluno travado.

Quais são esses pontos críticos? Vamos aos 4 Maiores:

  • Introdução(exemplo aqui de como fazer a introdução do tcc);
  • Fundamentação Teórica (ou referencial teórico ou revisão de literatura);
  • Justificativa;
  • Desenvolvimento de capítulos.

E se o seu problema é a Introdução, tem um artigo aqui no Blog que pode te ajudar muito: introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar?

Sobre Fundamentação Teórica ou Referencial Teórico, nós também temos um artigo aqui no Blog: porque você não consegue encontrar Referencial Teórico para o seu TCC. Tá certo que esse conteúdo é mais sobre pesquisa de referencial e eu me comprometo a, em breve, fazer um artigo só sobre o desenvolvimento do texto do referencial ou fundamentação teórica.

Sobre Desenvolvimento do TCC, você pode dar uma olhada em: o que escrever nos capítulos do seu TCC.

E sobre a Justificativa, sim! Nós também temos um artigo bem objetivo e esclarecedor, que mostra Como Fazer a Justificativa do TCC. Tem até um vídeo bem interessante lá.

Acontece que a Justificativa é realmente uma pedra no sapato de muitos alunos que precisam fazer um TCC  Rápido, Fácil e com Qualidade. Então, eu resolvi falar mais sobre a Justificativa. Inclusive, eu decidi te mostrar um exemplo. E, a partir desse Exemplo de Justificativa de TCC, você vai poder deixar a sua Justificativa de TCC Pronta.

Então, se o seu problema é como fazer a justificativa do TCC, fique atento às informações a seguir, porque elas podem fazer muito bem à sua saúde mental e qualidade de vida, além de te poupar tempo e acelerar o seu trabalho.

O TCC é um quebra-cabeça que se monta em partes. E, como a ideia aqui é que você Não Quebre a Cabeça, a primeira dica é: RESPEITE AS ETAPAS! E, principalmente, quando estiver desenvolvendo uma etapa não se descabele por causa das outras. Concentre-se e dedique-se à tarefa que você está desenvolvendo no momento. E desenvolva as etapas uma de cada vez.

Aliás, nós temos um artigo aqui no Blog que mostra Como Montar o seu TCC em 7 Passos. E eu posso dizer com base em experiência e números, um dos maiores pecados dos alunos que estão desenvolvendo um TCC é não se dedicar a um passo (ou etapa) específico de cada vez.

Então, se você quer a Justificativa do seu TCC pronta, não fique que nem uma gangorra, indo e voltando nas diferentes partes do seu trabalho. Concentre-se na Justificativa.

Se o TCC é uma quebra-cabeça em etapas, depois que você escolhe o seu tema, o seu problema de pesquisa e os seus objetivos, antes mesmo de montar a sua introdução definitiva, você precisa pensar na sua Justificativa.

E o que é a Justificativa? A Justificativa é o seu Porquê? Por que você escolheu o tema? Por que ele é importante? Por que ele merece ser investigado? Por que escrever sobre isso?

Quantos Porquês, não? Mas não se preocupe. Daqui a pouco você vai ver um exemplo de Justificativa de TCC que te mostra como responder todos os porquês em apenas 3 Passos.

Simplificando, a sua Justificativa é a sua chance de provar ao seu orientador e a qualquer um que leia o seu TCC, que o seu assunto é relevante e merece ser pesquisado, analisado e discutido. Obviamente, essa relevância do tema deve estar relacionada ao seu curso e área de conhecimento.

Imagine um exemplo de Justificativa de TCC, no curso de Pedagogia ou Direito, com o seguinte tema: o ciclo de reprodução dos ornitorrincos. Não faz o menor sentido, a não ser que o TCC tivesse alguma relação com Direito Ambiental, talvez… mas, falando sério, qual é a relevância desse assunto para o curso de Pedagogia ou a Área de Direito Civil. Eu sei que é um exemplo meio (ou totalmente) sem noção (aliás, o ornitorrinco é um bicho sem noção. Se você nunca viu um, dá um Google), mas é justamente por isso que o exemplo funciona, porque deixa claro que o assunto do seu TCC deve ser importante e causar impactos dentro do universo do seu curso e da sua área de conhecimento. No mundinho da sua ciência.

Você ainda está pensando como eu pude te dar um exemplo tão maluco quanto o do ornitorrinco? Pode acreditar em mim, a Justificativa do TCC funciona como uma válvula de segurança. Se os alunos não tivessem que Justificar a escolha dos temas dos trabalhos, eu aposto que nós veríamos muitos ornitorrincos (ou coisa pior) por aí.

Como tem que Justificar a escolha e demonstrar a relevância do seu tema, os alunos ficam limitados. São impedidos de saírem por aí escolhendo qualquer tema e escrevendo sobre qualquer coisa.

E como fazer a justificativa do TCC do jeito certo? Chegou a hora. Vamos ver um exemplo de Justificativa de TCC em 3 passos.

Eu vou pedir licença para escolher um assunto que eu gosto, ok? E se você está pensando agora: “mas esse exemplo só ia servir para mim se fosse com o mesmo tema do meu trabalho…”; parem as máquinas! Você sofre de Miopia de Conteúdo. Isso é sério, mas tem cura. 

Bom, o tema que eu gosto é empreendedorismo. E o que eu quero investigar no meu TCC é o modelo de empreendedorismo sustentável. Meu problema de pesquisa é: quais os impactos diretos do empreendedorismo sustentável na utilização racional dos recursos produtivos? (Se você está fazendo um TCC sobre empreendedorismo e sustentabilidade, pode ficar à vontade para copiar esse problema de pesquisa. Cortesia do TCC Sem Drama!)

E aqui eu abro um pequeno parêntese. Calma! Nós já vamos retomar o nosso exemplo de Justificativa de TCC. Acontece que eu preciso te lembrar que todo TCC tem um tema, mas os temas costumam ser amplos e precisam ser delimitados em problemas de pesquisa e objetivos, para que você possa efetivamente desenvolver o seu trabalho. Se você já acompanha os nossos conteúdos, provavelmente já sabe disso, mas não custa lembrar.

Ora, todo problema de pesquisa tem conceitos centrais. No nosso exemplo de justificativa de TCC, tomando por base o nosso problema de pesquisa (quais os impactos diretos do empreendedorismo sustentável na utilização racional dos recursos produtivos?), é claro, cristalino, óbvio e transparente que o nosso conceito central é: empreendedorismo sustentável!

Então, eu preciso justificar porque é relevante falar de empreendedorismo sustentável. E, para isso, eu utilizo 3 passos.

Exemplo de justificativa de TCC, passo 1: situe o seu assunto na realidade.

Alguns professores e orientadores chama isso de contextualizar. Eu chamo de: mostra de onde você tirou isso. Ou seja, contextualizar é mostrar com o seu tema aparece na realidade social e de onde você tirou esse assunto.

No caso do empreendedorismo sustentável, eu poderia escrever algo como:

No Brasil, segundo dados corroborados pela Secretaria das Micro e Pequenas Empresas, pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 80% dos postos de trabalho são gerados pela iniciativa empreendedora associada aos pequenos negócios. Desde de a definição original de empreendedorismo de Schumpeter (1997), associa-se à figura do empreendedor os processos de inovação que garantem a dinâmica de evolução em uma economia capitalista. Assim, o empreendedorismo está na base do desenvolvimento econômico e social e é a partir da ação empreendedora que os produtos, serviços, as relações entre empresas e mercado e os processos produtivos se modificam e evoluem. Entretanto, mesmo com toda a relevância do empreendedorismo para a sustentação das economia de mercado capitalista como nós a conhecemos, nos últimos 20 anos, uma questão vem se colocando de maneira cada vez mais consistente quando se discutem os efeitos da atividade empreendedora. Ainda que não se neguem seus benefícios econômicos, a atividade empreendedora é também responsável pela produção de resíduos e pelo esgotamento dos recursos naturais. Assim, ganham cada vez mais relevância as discussões sobre sustentabilidade e empreendedorismo sustentável, no sentido de tentar garantir que a satisfação das nossas necessidades de consumo atuais não inviabilizem a satisfação das necessidades das gerações futuras. A importância do empreendedorismo sustentável torna-se ainda mais evidente diante dos recentes episódios mundiais relacionados à crise climática e hídrica.

Comentários sobre o passo 1 do nosso exemplo de justificativa de TCC: percebeu como eu parti do empreendedorismo para chegar ao empreendedorismo sustentável? Viu como eu usei várias vezes as palavras relevância e importância (isso não é por acaso, claro)? Notou como eu utilizei dados estatísticos e até uma citação de uma autor importante para respaldar o que eu disse? Viu como eu usei episódios presentes na mente das pessoas (crises climática e hídrica), para que elas se familiarizem com o tema? SE VOCÊ NOTOU TUDO ISSO, NÃO TERÁ DIFICULDADE DE REPRODUZIR A MESMA ESTRUTURA PARA CONTEXTUALIZAR O SEU TEMA E CUMPRIR O PASSO 1 DA SUA JUSTIFICATIVA!

Retomando o exemplo de justificativa de TCC, passo 2: pense em consequências.

Pense nos impactos diretos, as consequências que podem ser produzidas a partir da análise e discussão do seu tema. Mostre como o seu trabalho pode contribuir para os debates acerca do seu conceito central. Mostre como trabalhar o seu tema pode transformar realidades específicas (empresas, indivíduos, grupos, toda a sociedade). E mostre também que a ausência de uma discussão sobre o seu tema pode ser muito negativa.

Lembre-se: consequências positivas e negativas.

Para o passo 2 do nosso exemplo de justificativa de TCC,  em se tratando do empreendedorismo sustentável, eu poderia escrever algo como:

Trazer para o centro das discussões o conceito de empreendedorismo sustentável e mostrar como ele pode vir a impactar diretamente a maneira como indivíduos e empresas atualmente consomem os recursos naturais e descartam resíduos, podem ser passos decisivos para que a lógica de consumo intensivo de recursos própria do capitalismo moderno seja revista. Discutir as consequências do empreendedorismo sustentável e suas relações com o consumo racional de recursos tem reflexos diretos na implantação de ações empresariais sustentáveis. Assim, as empresas podem vislumbrar um caminho de competitividade sustentável, sem esgotamento de recursos e mercados, enquanto a sociedade se beneficia da redução dos níveis de poluição e da mitigação dos efeitos da atividade produtiva que são nocivos ao ambiente. Sociedade, empresas, mercado e até mesmo governos podem se beneficiar da discussão acerca do empreendedorismo sustentável e dos seus impactos. Por outro lado, negar a importância das questões de sustentabilidade e varrer para debaixo do tapete as discussões e análises sobre um empreendedorismo econômica, social e ambientalmente consciente pode significar uma aceleração do esgotamento dos recursos e o agravamento de situações que podem comprometer a própria sobrevivência dos grupos sociais.

Comentários sobre o passo 2 do nosso exemplo de justificativa de TCC: é claro que sustentabilidade é realmente uma coisa muito séria, mas você percebeu como eu apresentei, de forma até meio dramática, as consequências positivas e negativas a respeito do tema? Percebeu como eu enfatizo tudo o que se pode ganhar a partir do conteúdo do TCC e tudo o que se tem a perder caso o assunto não seja discutido? SE VOCÊ NOTOU TUDO ISSO, NÃO TERÁ DIFICULDADE DE REPRODUZIR A MESMA ESTRUTURA PARA CONTEXTUALIZAR O SEU TEMA E CUMPRIR O PASSO 2 DA SUA JUSTIFICATIVA!

Exemplo de justificativa de TCC, passo 3: em termos práticos e acadêmicos.

É muito importante (fundamental mesmo) dizer os impactos e enfatizar a importância do seu tema em termos práticos, na realidade em que ele se manifesta. Mas também é muito interessante (não obrigatório, mas faz bem à saúde do seu TCC), principalmente para que o seu orientador leia, ressaltar os impactos do assunto do seu trabalho no meio acadêmico. Como a discussão acerca do seu tema pode produzir reflexos no meio acadêmico, incitar outras pesquisas e por aí vai.

Para o passo 3 do nosso exemplo de justificativa de TCC,  em se tratando do empreendedorismo sustentável, eu poderia escrever algo como:

Como a produção científica tem como objetivo apropriar-se da realidade para melhor analisá-la e, posteriormente, produzir transformações, a discussão sobre os impactos do empreendedorismo sustentável no consumo racional de recursos, além de aspecto prático muito relevante, reveste-se de importância para o meio acadêmico. Nesse contexto, a maior produção de estudos e conteúdos sobre empreendedorismo e sustentabilidade pode ser o início de uma processo de transformação que começa na academia e estende seus reflexos para a realidade social. Para o curso de Administração de Empresas e a área de conhecimento que envolve a gestão de negócios, pesquisas e trabalhos sobre o empreendedorismo sustentável são cada mais mais necessários e pertinentes.

Comentários sobre o passo 3: percebeu como eu relacionei o meio acadêmico às transformações na realidade social (tem orientador que tem orgasmos quando lê algo assim)? Percebeu como eu ressalto o curso e a área de conhecimento do meu trabalho? SE VOCÊ NOTOU TUDO ISSO, NÃO TERÁ DIFICULDADE DE REPRODUZIR A MESMA ESTRUTURA PARA CONTEXTUALIZAR O SEU TEMA E CUMPRIR O PASSO 3 DA SUA JUSTIFICATIVA!

E com esse exemplo de Justificativa de TCC, você viu os 3 passos que vão te garantir uma justificativa pronta e aprovada.

E agora você pode estar se perguntando: “Mas é só isso mesmo?” E a resposta é: Sim.

Em projetos de pesquisa, por exemplo, a justificativa é um título a parte e não precisa ter mais do que uma lauda (página). Em trabalhos finais (artigos científicos, monografias ou relatórios), a justificativa (salvo alguma regra específica da sua instituição de ensino) é uma parte da Introdução do trabalho e pode ter 2 a 3 parágrafos e está excelente!

Você acabou de ver Como Fazer a Justificativa do TCC no estilo TCC Sem Drama, ou seja, mais fácil, rápido e sem enrolação. Agora, se você quer ter acesso ao conteúdo completo do nosso Treinamento Online e quer conhecer o método que já ajudou mais de 8.500 alunos no Brasil e fora do país a terem os seus trabalhos aprovados, veja ESTE VÍDEO AGORA.

Eu não sei por quanto tempo esse vídeo vai estar no ar, então, eu te aconselho a clicar aqui agora, porque, em breve, nossas vagas estarão todas preenchidas e eu vou ter que fechar essa página.

Abraços.

Amilton Quintela

Comprar TCC Pronto é Uma Cilada, Fuja disso e Veja Como Montar o seu TCC em 7 passos

tcc pronto gratuito

TCC Pronto com Garantia de aprovação! Isso é possível?

Pedras gigantes caindo do céu também era algo impossível de imaginar (ou de explicar), até que a ciência desenvolveu a teoria dos meteoros. Muitas coisas nesta vida são improváveis, mas poucas são impossíveis. Quem disse isso? O Batman! Não ria, é sério. Eu li em uma revista do Batman. E quem disse que histórias em quadrinhos não ensinam nada?… Bom, mas a questão aqui não é o Batman ou os meteoros, mas o seu TCC. Ou melhor o seu TCC Pronto e em 7 Passos simples, mas impactantes.

E se você ainda está incrédulo (e isso é totalmente natural), deixa eu te dizer o seguinte: eu fiz o meu TCC (uma monografia), do zero à apresentação, em 4 semanas. Com as mesmas técnicas, eu fiz a minha Dissertação de Mestrado em 60 dias. E eu achava que era impossível ser mais rápido do que isso! Até que alguns alunos do TCC Sem Drama – o treinamento online – fizeram o TCC em 10 dias! E quando eu achei que nada mais me surpreenderia, alguns alunos chegaram ao Recorde! Fizeram o TCC, partindo do zero, em 7 dias!

Detalhe: todos esses alunos foram aprovados com notas altíssimas!

Isso quer dizer que todo mundo vai fazer o TCC assim tão rápido. É claro que não! Eu não estou aqui para vender ilusões. Mas os resultados desses alunos provam que é possível fazer um TCC em pouquíssimo tempo, mesmo que você esteja perdido e não tenha nem mesmo definido o seu tema.

E se é possível fazer um TCC em 7 dias, por que não montar e deixar o seu TCC pronto em 7 passos?

Quanto tempo vai levar cada passo? Isso depende de você. O TCC Sem Drama e eu mostramos as técnicas, quem tem que aplicá-las é você. Mas uma coisa é certa. A questão não é o número exato de dias que você vai levar para montar o seu TCC, mas sim o fato de que o TCC Sem Drama e seus alunos provam, a cada dia, que é possível sim fazer um TCC muito mais rápido e fácil, com base em técnicas simples e prontas para usar, que descomplicam, passo a passo, cada etapa do seu TCC. E pouco importa se o seu trabalho é um artigo, uma monografia, um relatório de pesquisa, um estudo de caso ou mesmo uma dissertação. Eu já vi e acompanhei de perto as técnicas do TCC Sem Drama serem aplicadas com sucesso em cada um desses trabalhos. Repetidas vezes!

E o que eu vou te mostrar neste artigo são algumas dessas técnicas. Mas, antes de te dizer o que você vai ver neste artigo, eu vou te dizer o que você não vai ver.

Você não vai ver um endereço ou link para comprar um TCC pronto. Comprar um trabalho pronto, das mãos de algum pilantra oportunista travestido de profissional como existem aos montes por aí, além de antiético e criminoso, é uma tremenda CILADA! Em breve, eu vou fazer um artigo só sobre essa questão, mas, de cara, eu posso te dizer que as taxas de reprovação de alunos que compraram trabalhos superam os 70%! Isso quer dizer que, a cada 10 alunos que compram um TCC pronto, 7 são sumariamente REPROVADOS!

E eu acho bem merecido, desculpa a sinceridade. Mas é que todos os dias eu me deparo com futuros médicos, advogados, engenheiros, administradores e até pedagogos (Meu Deus!) que me perguntam quanto eu cobro para fazer um TCC. Eu não faço trabalhos para terceiros! Agora me diz com sinceridade: você quer ser atendido por um médico que não teve capacidade de fazer o próprio TCC? Ainda bem que apenas 3 em cada 10 conseguem se formar. Mas ainda são 3! Então, cuidado!

E por que as taxas de reprovação dos alunos que compram o TCC são tão altas? No Português curto e grosso? Porque as pessoas que fazem TCC para vender são muito incompetentes! Graças a Deus. É impressionante a péssima qualidade desses trabalhos. Eu me deparo com dezenas deles por semestre e posso falar de cadeira. Muitos deles nem respeitam as regras de escrita de um trabalho científico. Nem mesmo regras de citações. Além disso, quem vende trabalhos prontos é muito bom em uma coisa: cometer plágio!

Então, neste artigo, você não vai ver como comprar TCC pronto, afinal, eu quero que você se forme e comprando TCC Pronto você terá grandes chances de ser REPROVADO! Você vai ver, isso sim, como deixar o seu TCC Pronto em 7 Passos. E os 7 passos, que você só vai ver aqui, são:


referencial teórico tccNão comece pela Pesquisa de Referencial Teórico

O Erro Fatal de 9 entre 10 alunos (e o pior! Erro muitas vezes estimulado pelo orientador.) é pesquisar referencial teórico depois de ter definido apenas o Tema ou mesmo antes disso. Não me leve a mal, o Tema é muito importante, mas ele é só um ponto de partida. Se você começa a pesquisar referencial teórico apenas a partir da escolha do tema, sabe o que você vai encontrar? Algumas informações relevantes e Muita Informação Inútil! E tudo o que você não precisa é acumular informação inútil, afinal Informação Demais só Atrapalha.

Depois que você definir o Tema do seu TCC, e existe um Método de 3 Passos para Escolher um Bom Tema, nada de sair por aí pesquisando referencial que nem uma barata tonta, ok? Mesmo que o seu orientador esteja doidinho para te ver fazendo isso, você não vai fazer. Por que o caminho para um TCC Pronto mais rápido e fácil passa por uma pesquisa direcionada de referencial e não aleatória. E, para fazer uma pesquisa direcionada, você precisa de algo além do seu Tema. Você precisa de uma Estrutura Básica para o seu TCC. O que é a Estrutura Básica?

Simples! Tema Delimitado, Problema de pesquisa e Objetivos Geral e Específicos.

Muita coisa? Sabe de nada inocente. O treinamento do TCC Sem Drama mostra como montar uma Estrutura Básica em minutos, incluindo Exemplos Práticos e Prontos para você adaptar ao seu conteúdo.

Mas aqui neste artigo, eu já vou te passar algumas dicas sobre como montar a sua estrutura básica, que é o nosso próximo item.

Até lá, deixa eu te explicar porque a Estrutura Básica pode te ajudar a pesquisar apenas referencial relevante e a economizar tempo!

Temas costumam ser abstratos, como Terapia Ocupacional, Gestão de Estoques, Marketing de Relacionamento, Educação Ambiental, Assistência Social e Recuperação de Dependentes, Novo Código de Processo Civil… e por aí vai. Quando você delimita o tema e o transforma em um problema de pesquisa e objetivos, você delimita, ou seja, especifica a sua pesquisa. Trocando em miúdos, você aumenta o foco e pode pesquisar de maneira mais direcionada, eliminando o conteúdo que não interessa ou que vai ser inútil.

Você vai entender melhor quando aprender como Montar a Estrutura Básica do seu TCC. E, olha só! Você vai aprender agora mesmo, porque esse é o nosso próximo tópico.


estrutura básica do tccComo Montar a Estrutura Básica do seu TCC

Como eu disse no item anterior, o tema é importante, mas é apenas o ponto de partida. E, antes de sair por aí mais perdido do que cebola em salada de fruta pesquisando referencial teórico que você não vai usar, você deve montar a Estrutura Básica do seu TCC, que reúne: Tema Delimitado, Problema de pesquisa e Objetivos Geral e Específicos.

Esta semana, uma aluna me disse que não aguentava mais exemplos da área de marketing (minha paixão e área de formação), então, aí vai um novo exemplo de marketing! kkkk… Brincadeira! Vou usar um exemplo da área dessa aluna: Pedagogia.

Imagine que o tema do TCC seja a utilização das novas tecnologias no processo de ensino-aprendizagem. Amplo, não é mesmo? Imagine sair por aí pesquisando por novas tecnologias. Já imaginou quantos retornos, com diferentes abordagens e conteúdos você encontraria? Dezenas, centenas… e aí está o problema, porque, quanto mais informação disponível, menor a capacidade de processar a informação. Pronto! Travou! E a gente não quer isso, não é mesmo?

Então, vamos delimitar o nosso tema e transformá-lo em um problema de pesquisa. Ao invés de tratarmos de todas as ferramentas chamadas de novas tecnologias, porque não restringimos nossa análise às redes sociais, por exemplo? E ao invés de falar de ensino-aprendizagem de forma genérica, porque não avaliamos apenas a questão da compreensão de conceitos?

Agora sim! Com delimitação, é possível transformar o nosso tema em um problema de pesquisa de pesquisa, algo do tipo:

Como as redes sociais podem ser utilizadas para reforçar a compreensão de conceitos no processo de ensino-aprendizagem?

E agora você está pensando. E daí? Como isso me ajuda a direcionar a minha pesquisa de referencial teórico?

Hora, elementar meu caro leitor, agora você não vai pesquisar termos genéricos, mas fazer combinações de palavras-chave, tais como: redes sociais + ensino; redes sociais + educação, redes sociais + compreensão conceitos; redes sociais na educação, redes sociais e desempenho dos alunos, redes sociais como ferramentas de ensino… e por aí vai. São inúmeras possibilidades.

E, assim, você vai obter retornos que estão diretamente relacionados ao seu problema de pesquisa.

Eu ainda recomendo, antes de partir para a pesquisa de referencial, montar os objetivos geral e específicos do trabalho, mas a definição de objetivos de pesquisa é assunto para outro artigo, que eu vou lançar em breve.

De qualquer forma, só para deixar o nosso exemplo completo, como nós poderíamos transformar o nosso problema de pesquisa – Como as redes sociais podem ser utilizadas para reforçar a compreensão de conceitos no processo de ensino-aprendizagem? – em um objetivo geral?

Muito difícil mesmo! Pelo menos é isso que alguns orientadores querem te fazer acreditar. Mas é tão simples que tem gente que nem acredita. Tire o ponto de interrogação e coloque um verbo no início do seu problema. Voilá! Você tem um objetivo geral: Analisar como as redes sociais podem ser utilizadas para reforçar a compreensão de conceitos no processo de ensino-aprendizagem.

E os objetivos específicos? Eles são etapas para alcançar o objetivo geral. Os primeiros objetivos específicos costumam ser conceituais e os últimos mais práticos, relacionados diretamente aos resultados da pesquisa. No nosso exemplo:

  1. Conceituar redes sociais;
  2. Apresentar as características do processo de compreensão de conceitos na aprendizagem;
  3. Identificar modelos que relacionem as redes sociais ao processo de ensino-aprendizagem;
  4. Analisar o potencial impacto das redes sociais no processo de compreensão de conceitos.

Agora sim, vamos à pesquisa de referencial, não é? Não! Quer dizer, se você quiser, pode ir, mas eu, antes de pesquisar referencial, ainda monto os roteiros dos meus capítulos. Isso sempre me ajuda muito a colocar as ideias no papel ao longo do desenvolvimento dos meus trabalhos. Ah! Também ajudou muito mais de 8.000 alunos do TCC Sem Drama. Então, eu tenho a impressão de que funciona!


roteirizar capitulos do tccComo Roteirizar os seus Capítulos

Regra número 1: Os capítulos do seu desenvolvimento são os seus objetivos específicos? Hein? É isso mesmo.

Muitos alunos não tem ideia do que escrever no TCC porque nenhum orientador diz isso de forma tão direta.

Quer saber o que escrever no desenvolvimento do seu TCC? Olhe para os seus objetivos específicos!

1 Capítulo = 1 Objetivo Específico (fórmula simples e que gera muitos resultados!)

No exemplo do tópico anterior deste artigo, o TCC teria 4 capítulos:

  1. Redes sociais;
  2. Aprendizagem e compreensão de conceitos;
  3. Redes sociais e o processo de ensino-aprendizagem;
  4. Redes sociais no processo de compreensão de conceitos.

Notou a semelhança com os objetivos específicos? É isso mesmo. Pare de repetir que você não sabe o que escrever no seu TCC e simplesmente desenvolva conteúdo para cada um dos seus objetivos específicos. E chega de choradeira!

Viu? Não é você que não é capaz de deixar o seu TCC pronto, é que ninguém te diz o que você realmente precisa ouvir para ficar mais produtivo, acelerar o seu trabalho e deixar o seu TCC pronto mais rápido e fácil.

Mas ainda tem um problema. Alguns alunos, diante do tópico de cada capítulo (por exemplo, conceituar redes sociais) também ficam travados. Como resolver isso? Montando um roteiro para o capítulo.

Ora, se eu preciso conceituar redes sociais, como eu posso roteirizar este capítulo? Criando tópicos, tais como:

  • Falar do surgimento das redes sociais;
  • Apresentar conceitos de outros autores sobre redes sociais;
  • Comparar os conceitos, extraindo os pontos mais relevantes;
  • Falar com mais detalhes sobre o funcionamento e o impacto das redes sociais na atualidade.

Pronto, agora eu sei exatamente o que escrever ao longo do capítulo. E eu repito este exercício para cada capítulo.

Roteiros são tão importantes e poderosos, que todos os bons filmes começam por um bom roteiro.

Então, todo bom TCC deve ter um bom roteiro.

Quando todos os meus capítulos estão roteirizados, eu posso partir para a pesquisa de referencial teórico, porque eu já tenho na minha cabeça toda a estrutura de que eu preciso para deixar o meu TCC pronto!


Como Pesquisar Referencial do jeito certo

Na verdade, se você viu as informações dos itens anteriores, já tem meio caminho andando para pesquisar referencial teórico do jeito certo. Afinal, você já sabe que não vai sair por aí pesquisando nada antes de montar a sua Estrutura Básica (problema e objetivos). Tem um post específico aqui no blog sobre pesquisa de referencial teórico, mas eu vou resumir as dicas, para você acelerar o seu trabalho e deixar o seu TCC Pronto o mais rápido possível.

Não comece a sua pesquisa no Varejão e nem use fontes das quais o seu orientador vai rir.

Varejão é o Google. Você vai usar o Google sim, mas uma plataforma específica do Google. E fontes que vão arrancar risadas do seu orientador são fontes como a Wikipédia, que não tem nenhum peso ou credibilidade acadêmica.

Vá ao Google Acadêmico e use palavras chave ou combinações de palavras chave relacionadas aos conceitos centrais do seu problema de pesquisa e objetivos. Procure por artigos científicos, porque eles são o que se produz de mais moderno em termos de ciência. Então, comece pelos artigos.

Ah! Um pequeno detalhe! O Google é muito inteligente e ele está louquinho para te entregar o que você precisa. Acontece que o Google é tão inteligente, que ele não gosta de conversar com gente burra! É preciso ser esperto para tirar do Google o que você precisa. Como fazer isso, com combinações de palavras chave.

Digamos que os conceitos centrais do seu problema de pesquisa são sustentabilidade e empreendedorismo. Se você quiser arrancar informações relevantes do Google Acadêmico, você tem que combinar palavras chave de maneira assertiva (inteligente). Combinações do tipo: sustentabilidade + empreendedorismo; empreendedorismo sustentável; empreendedorismo social; empreendedor + sustentável; sustentabilidade + negócios… e por aí vai. Uma combinação de cada vez, claro!

Encontre 5 artigos relevantes. Se você salvar mais arquivos, vai estar apenas colecionando informações inúteis. é um direito que você tem, mas se você quer acelerar o seu TCC, eu não recomendo. Então, Desapega!

Nestes 5 artigos relevantes, veja as referências, procure por autores citados em mais de um artigo e, depois, pesquise esses autores e suas obras. De 5 a 7 autores para cada conceito básico do seu TCC: é o que você precisa!

Com essas técnicas de pesquisa de referencial teórico, eu economizo de 5 a 8 semanas, em média, na produção dos meus trabalhos e acelero muito a minha fundamentação teórica. E sabe o que é melhor, alguns alunos do TCC Sem Drama, usando o mesmo método, economizaram e economizam ainda mais tempo do que eu.

Com mais tempo, você pode organizar melhor o referencial pesquisado. Veja como no próximo item deste artigo.


Como Organizar Referencial segundo os Roteiros dos Capítulos

Se você acompanhou o texto até aqui e não pulou partes, você já sabe como criar um roteiro para os seus capítulos e como pesquisar referencial teórico do jeito certo. Com roteiros prontos, você pode Otimizar (melhorar) ainda mais a sua pesquisa de referencial, já preparando os conteúdos que vai utilizar no desenvolvimento do seu TCC. Assim, você vai ter um TCC pronto muito mais rápido. Como? Vamos lá.

Digamos que você fez uma excelente pesquisa de referencial e reuniu um material interessante de conteúdo para o seu trabalho. Excelente, não é mesmo? Mas pode ser melhor.

Um problema que muitos alunos enfrentam é sair procurando um determinado referencial no meio de todo o conteúdo que eles pesquisaram para colocar em uma parte específica do TCC. Péssimo! Desperdício de tempo.

Então, aí vai a dica: quando você estiver pesquisando o seu referencial, mantenha um arquivo com os roteiros do seus capítulos aberto no seu computador. E toda vez que você se deparar com um conteúdo que pode ser usado em uma citação no seu trabalho, copie e cole esse conteúdo no tópico específico do capítulo em que ele vai se encaixar.

Funciona assim. Você está pesquisando referencial e tem o roteiro abaixo aberto em uma arquivo do seu computador:

  • Falar do surgimento das redes sociais;
  • Apresentar conceitos de outros autores sobre redes sociais;
  • Comparar os conceitos, extraindo os pontos mais relevantes;
  • Falar com mais detalhes sobre o funcionamento e o impacto das redes sociais na atualidade.

Se, na pesquisa de referencial, você encontrou um trecho que pode se tornar uma citação sobre o surgimento das redes sociais, copie esse trecho e o autor abaixo do tópico: Falar sobre o surgimento das redes sociais.

Não se preocupe com formatação ou com o texto do seu TCC em si. A ideia aqui é apenas já dividir o conteúdo por capítulos, para facilitar a produção do texto depois. ISSO ACELERA O SEU TCC COMO SE ELE FOSSE UMA FERRARI! DE ZERO A 100 EM SEGUNDOS.

Quando você for escrever os capítulos, seus referenciais já estarão todos organizados, para você usar nas citações. Sem desperdício de tempo para encontrar aquele trecho específico em meio a um mundo de textos selecionados.

Num dá para descrever a sensação de encontrar, em segundos, aquela citação que vai deixar o seu conteúdo do jeitinho que o seu orientador quer.

E por falar em citação, outro passo importante para deixar o seu TCC Pronto em pouco tempo é usar a citações com inteligência. Veja como agora!


Como Fazer Citações para o TCC Pronto Passo a PassoComo usar as Citações com inteligência e estratégia

Eu sei, eu sei. Você já deve ter ouvido de alguns orientadores “bem amáveis” coisas do tipo: “Quem é você para dizer isso? Foi você quem disse isso? Foi você quem criou essa teoria? Você disse isso baseado em quê? Você não pensa! Você não escreve!”

Basicamente, o que esses orientadores “tão queridos” querem dizer é que você deve basear o seu conteúdo em ideias de outros autores. Mas isso quer dizer que você não pensa ou não pode escrever nada? Isso quer dizer que o seu conteúdo vai ser um grande copia e cola? NÃO! NÃO! Mil Vezes não!

O texto do seu TCC é seu. A estrutura de argumentação, a coesão e a coerência ficam por sua conta. Com base nos seus roteiros (eu espero que você não tenha pulado o item 3 deste artigo), você precisa criar uma estrutura de argumentação e, nessa estrutura, encaixar as suas citações. Como?

Não faça como alguns alunos espertinhos (só que não!) que copiam e colam um monte de citações no conteúdo e depois tentam costurar esse Frankenstein. Péssima ideia. O texto fica parecendo uma roupa de festa junina, cheia de retalhos que não combinam.

Monte a sua estrutura de argumentação, faça as suas afirmações e encaixe as citações para dar suporte às suas afirmações e ideias. Esse é o segredo para um TCC pronto e com conteúdo que não vai ser condenado pelo orientador.

Agora, imagine que você seguiu todos os passos anteriores e produziu um texto que você considera bom. Como saber se ele é bom mesmo?! Testando. Veja como no próximo passo.


Como Testar o seu Conteúdo

Teste número 1, e esse é o mais simples: entregue o seu conteúdo para alguém que não é da sua área de conhecimento. Se você é da área de Humanas, por exemplo, passe o seu trabalho para alguém de Exatas (e vice-versa). É claro que você não vai pedir para a pessoa revisar o seu trabalho. Você só vai pedir para ela ler e te dizer o que entendeu.

É claro que o seu amigo ou amiga escolhido para ler o seu conteúdo (e se a pessoa aceitou ler o seu trabalho ela é amiga mesmo! hehe) pode não entender todo o conteúdo ou pode deixar passar algum detalhe técnico, mas, se ele ou ela entendeu pelo menos a essência da sua argumentação e souber explicar, mesmo que toscamente, o que entendeu, o seu conteúdo é bom! Parabéns!

Teste número 2, o teste dos 20/80. Tem um genial matemático italiano chamado Vilfredo Pareto, que criou a teoria dos 20/80 (na verdade, você vai encontrar por aí como 80/20, mas eu acho que inverter os números facilita a compreensão). Em uma livre interpretação da teoria de Pareto, o que ele descobriu é mais ou menos o seguinte: 20% dos esforços geram 80% dos resultados; 20% das causas geram 80% dos problemas; 20% dos clientes geram 80% do faturamento de uma empresa… e por aí vai.

E o que isso tem a ver com o seu TCC Pronto? Ou com um teste do seu conteúdo? Tudo!

20% do seu TCC corresponde ao que realmente interessa na sua pesquisa e conteúdo. Os trabalhos de conclusão de curso (artigos, monografias, relatórios e outros) são repetitivos e 80% do conteúdo tem a ver com firulas acadêmicas e encheção de linguiça. SE VOCÊ DISSER A ALGUM ORIENTADOR QUE EU DISSE ISSO, EU VOU NEGAR ATÉ A MORTE!

Mas é a mais pura verdade. (Falei sussurrando…)

Eu sempre faço o teste dos 20/80 com os meus trabalhos. Como, eu tiro trechos que eu considero realmente relevantes e vou copiando e colando um depois do outro. Se no final desse processo, o conjunto de informações ainda fizer sentido, o conteúdo é bom!

E ainda tem outros testes. E, se você for aluno do TCC Sem Drama – nosso treinamento online, você pode simplesmente me mandar o seu conteúdo e me perguntar se ele está bom.


Comprar TCC Pronto é um GRANDE ERRO!

tcc-prontoA jornada não acaba aqui, mas se você seguir os passos deste artigo, você vai caminhar muito mais rápido para o seu TCC pronto. Eu espero que o conteúdo desse artigo realmente tenha te ajudado a acelerar o seu trabalho. Mas é sempre bom avisar que eu não sou mágico ou milagreiro e nem vendo ilusões. Só este conteúdo não garante que você vai fazer um TCC digno de aprovação.

Portanto, preste Atenção!

Você quer ter acesso ao conteúdo que ensina como fazer o TCC em poucos dias, do jeito mais fácil, através de um método Comprovado e que já aprovou mais de 8.000 alunos no Brasil, Portugal e Angola (e nas últimas semanas, Espanha até a Finlândia!)…

… eu te aconselho ver ESTE VÍDEO

Eu não sei por quanto tempo esse vídeo vai estar no ar, então, aconselho a clicar aqui pois, em breve, vou ter que fechar essa página.


Como Montar TCC

Acesse: https://tccsemdrama.com.br/4-0/

Forte Abraço e eu te espero aqui do Lado dos Aprovados.

Amilton Quintela

Como Fazer TCC Rápido, Fácil e com Qualidade

COMO FAZER TCC

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer.

Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas!

Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% já estão na NASA! Em maior ou menor escala, todos os alunos tem uma certa dificuldade e medo. E o pior! Esse medo é potencializado pelos orientadores talibãs! É isso mesmo, aqueles  que sentem um enorme (e muito estranho) prazer em afirmar sempre que possível como o TCC é difícil e como você não vai conseguir fazer. Ou, se conseguir, é porque abraçou o sofrimento, abriu mão da sua vida social, renegou amigos, brigou com namorado ou namorada, transformou-se em um farrapo humano. Pelo Amor de Deus! Chega!

Tal comportamento dos orientadores só faz aumentar o medo que o aluno já tem de algo que ele nunca viu e nunca enfrentou. Assim, você já chega às vésperas de fazer o TCC com as pernas tremendo.

Então, eu vou contra a corrente e digo: CALMA! Eu conheço muitos alunos que vivem uma rotina estressante, que inclui demandas de trabalho, família, filhos, esposas, maridos, Facebook, Whatsapp, Insta… ah o Instagram… Snapchat… e, ainda assim, conseguem fazer excelentes trabalhos de conclusão de curso. (Será que é coincidência o fato de que todos eles fazem parte do treinamento do TCC Sem Drama? Acho que não. Enfim… retomando…)

E para te provar que isso é verdade, hoje eu decidi mostrar os passos de Como Fazer TCC, Rápido, Fácil e com Qualidade. Sim, é possível!

E a primeira coisa que você precisa ter em mente é: Foco. Foco é fundamental na hora de fazer o TCC (aliás, é fundamental para alcançar qualquer objetivo na vida), porém, muitas vezes, você perde o foco simplesmente porque ouviu que uma nova mensagem do Facebook ou do Whatsapp chegou no seu celular. Como evitar isso? Primeiro, definindo etapas curtas de trabalho. Pequenas metas de cada vez. Ao invés de escrever o referencial teórico até o próximo mês, escrever a primeira página do referencial amanhã!

E, enquanto você estiver executando cada tarefa, mantenha a concentração e a disciplina. Preferencialmente, desligue suas redes sociais. Dessa forma, você produz mais em menos tempo, porque está concentrado e seus esforços estão direcionados.

Reacapitulando, se você quer aprender como fazer TCC, a primeira coisa de que você precisa é foco! E a segunda? E a terceira? Pensando nisso, eu escrevi este artigo para mostrar Como Fazer TCC exige atenção, mas, se houver disciplina, o aluno conseguirá fazer o TCC de forma rápida, fácil e com qualidade.

Nesse artigo você vai ver:

O Que é TCC?

A primeira faculdade no Brasil a ter o TCC como disciplina obrigatória foi a Universidade de Franca, para o curso de Pedagogia, isso ocorreu por volta do ano de 1983. Logo, o trabalho final, que media o conhecimento acumulado do aluno ao longo do curso, passou a figurar nas grades curriculares de todos os cursos de graduação.

TCC significa Trabalho de Conclusão de Curso, que é um nome genérico, pois TCC pode ser uma Monografia, um Relatório de Pesquisa, um Estudo de Caso, uma Dissertação, entre outros. Cada Faculdade e Curso adota um modelo e  um nome específico para o seu trabalho de conclusão (ou trabalho final) além de ditar regras gerais de como fazer TCC. O TCC, qualquer que seja o seu modelo, tem como maior objetivo fazer com que os estudantes ampliem os conhecimentos teóricos acumulados durante a graduação, pós-graduação, mestrado e por aí vai.

Agora que você já sabe o que é o TCC, responde rápido, o que você precisa para começar o seu TCC? Qual é o ponto de partida?… O Tema! E se você acha que escolher o tema é quase uma tortura chinesa, é porque você não conhece o método de escolha do tema em 3 Passos do TCC Sem Drama.

Escolha do Tema para o TCC em 3 passos

como fazer tcc escolha do tema para tcc

Através do TCC SEM DRAMA, eu desenvolvi uma técnica que eu usei nos meus mais de 30 trabalhos científicos e que ajuda a escolher um tema para o TCC em 3 passos. E eu fiz isso porque realmente me preocupo quando os alunos começam a perder tempo com o que pode ser simples e sofrem sem necessidade… ou na verdade, eu fiz porque porque já não aguentava mais ouvir: “Professor, me sugere um Tema para o TCC?”

E se alguém um dia te sugeriu um tema e você pensou “Nossa! Que cara legal!”… é bom você mudar de ideia, porque esse cara pode ter feito um tremendo desfavor para você.

O problema é que quem sugere o Tema, não vai escrever o TCC! É você quem vai escrever!

Então, esquece essa história de pedir sugestões. E use 3 Passos Simples para escolher o tema para o seu TCC, ou melhor, responda para você mesmo 3 perguntas diretas que vão te conduzir a um Bom Tema:

  1. O Tema me interessa ou pode ser útil para minha vida?
  2. Existe conteúdo disponível sobre o assunto?
  3. Esse assunto tem relevância?

Para escolher um tema para o seu TCC, você vai precisar de responder essas 3 perguntas acima. Para ficar mais claro, veja o gráfico abaixo:

tema para tcc

Através da imagem ao lado, podemos ver o ponto de encontro que responde as 3 perguntas de ouro.

 

 

 

  • O assunto me interessa!
  • Existem toneladas de informação disponível a respeito!
  • Tem impacto para empresas, consumidores, grupos sociais, uma realidade específica ou a sociedade como um todo!

Agora ficou mais fácil escolher um tema para o seu TCC. Fique atento às 3 perguntas para não errar na escolha e, principalmente, não ter que refazer o seu TCC por ter escolhido um tema muito complexo, para o qual não existe muito conteúdo ou por ser um tema com o qual você não tem afinidade. Escrever um monte de texto sobre algo de que você não gosta (ou odeia mesmo)? Ninguém merece!

Ah! Neste vídeo eu mostro mais informações à respeito da escolha do tema.

Referencial Teórico

referencial teórico tcc

Se  você ainda acredita que só vai conseguir fazer o seu TCC quando encontrar um modelo com Tema ou Assunto idêntico ao do seu trabalho, você sofre de Miopia de Conteúdo! E isso pode ser grave. A Miopia de Conteúdo é um distúrbio da cabeça e da visão dos alunos que pensam que só conseguirão escrever se tiverem modelos prontinhos, com o mesmo assunto e abordagem do seu TCC. E, na verdade, isso pode ser uma tremenda roubada. Você não precisa de um modelo idêntico ao seu trabalho, ou, como eu costumo dizer, um modelo muleta. Você precisa é de Referencial Teórico! Ou seja, de conteúdos que abordem os conceitos básicos do seu tema ou assunto.

Se você não sabe como fazer TCC, certamente, você ainda não sabe como encontrar o Referencial Teórico, que algumas faculdade chamam de Fundamentação Teórica ou Revisão de Literatura ou Revisão Bibliográfica.

A grande dica é buscar por artigos científicos, pois eles normalmente tem o conteúdo mais atual em termos de ciência. Agora, antes de sair jogando palavras chave no Google, faça combinações inteligentes dos conceitos básicos do seu trabalho e pesquise por Artigos Científicos no Google Acadêmico.

Ah! Eu preciso dizer isso. O Google é muito inteligente e ele está doidinho para te entregar o conteúdo que vai resolver o seu problema. A questão é que, se você não fizer a sua pesquisa de uma forma inteligente, o Google não vai conversar com você.

Quando você encontrar de 2 a 5 artigos consistentes, olhe as Referências Bibliográficas desses artigos e cruze essas referências, ou seja, procure por referências que se repitam nos artigos que você encontrou. Geralmente essas referências são boas para trabalhar.

DICA RELÂMPAGO: você quer um TCC Aprovado? Esqueça a Wikipédia.

MUITO IMPORTANTE: uma forma de tornar as suas pesquisas de referencial ainda mais efetivas e produzir grandes resultados, é não começar a pesquisar só com o tema em mãos. Deixe para pesquisar o seu Referencial Teórico somente depois que você montar o seu Problema de pesquisa e os seus Objetivos.

Problema de pesquisa do TCC

Algumas faculdades o chamam de Pergunta Problema, mas o fato é que o problema de pesquisa não precisa ser um problema, porque ele é a Solução! Veja agora um pequeno segredo para você desenvolver um bom Problema de Pesquisa para o seu TCC.

Basicamente, um problema de pesquisa é uma questão específica que mereça ser investigada dentro do tema do TCC. Geralmente o seu Tema é “Grande” (amplo), e o seu problema de pesquisa é “Pequeno” (específico), é uma questão dentro do tema do seu TCC.

Veja um exemplo de problema de pesquisa, que eu inclusive apresentei neste artigo.

Digamos que o seu tema é logística (muito amplo!). Para desenvolver o seu TCC, você tem que definir uma questão específica que você quer investigar dentro da logística, do tipo: gestão de estoques e competitividade, custos de transportes… e por aí vai.

Um bom problema de pesquisa é aquele que relaciona duas variáveis, ou que relaciona diferentes informações. Basta você pegar duas variáveis chave e relacioná-las dentro do seu tema. Exemplo:

Supondo que o TCC seja sobre logística, e o que você quer investigar é a reposição de estoque, você poderia relacionar a variável gestão de estoque aos custos de armazenagem. Assim, nós teríamos:

Problema de pesquisa: Qual é o impacto da gestão de reposição de estoques sobre os custos de armazenagem da empresa X?

Quer outro exemplo? Que tal:

Problema de pesquisa: Qual o impacto da medicina preventiva sobre a redução do número de registros de uma determinada doença em um determinado local, ou grupo social?

Qual o impacto de um novo ordenamento jurídico sobre um grupo social ao qual ele se refere?

MEU DEUS! Três problemas de pesquisa em alguns segundos! E tem gente que passa dias, às vezes meses, para elaborar um problema de pesquisa decente. Quanto desperdício de tempo e de neurônios.

Portanto, lembre-se de relacionar variáveis. Dessa forma, você terá um bom problema de pesquisa e estará no caminho para aprender a como fazer TCC e para montar os Objetivos do seu trabalho.

Objetivo Geral do TCC

objetivo-geral-e-especifico-tcc-sem-drama-como-fazer-tcc-como-montar-tcc

 

 

 

 

 

 

Como eu disse antes (com outras palavras, claro), o Objetivo Geral está diretamente relacionado ao problema de pesquisa. Aliás, o objetivo geral é filho do problema de pesquisa. E um filho muito parecido com o pai. Para fazer o seu objetivo geral, você pode até enrolar, florear, ensebar… e, como alguns orientadores adoram, você pode perder dias, meses de reflexão pesada e raciocínio desgastante, ou… bem ao estilo TCC Sem Drama, você pode simplesmente colocar um verbo na frente do seu problema de pesquisa e tirar o ponto de interrogação. Como assim? Veja o exemplo:

Se o problema de pesquisa é: Qual é o impacto da gestão de reposição de estoques sobre os custos de armazenagem da empresa X?

Seu Objetivo Geral é: Identificar o impacto da gestão de reposição de estoques sobre os custos de armazenagem da empresa X.

Mais simples do que isso só bater pênalti sem goleiro.

Objetivos Específicos do TCC

E os Objetivos Específicos? Esses são fundamentais. Vou te dizer uma coisa, para você nunca mais esquecer e se lembrar sempre que passar pela sua cabeça o pensamento: “Eu não sei o que escrever no meu TCC.” Se você tem objetivos específicos, você sabe sim o que escrever. Decore essa fórmula:

Objetivos Específicos = Conteúdo do TCC

Como assim? Eu explico. Os objetivos específicos são as etapas para alcançar o seu objetivo geral. E o conteúdo do seu TCC depende dos seus objetivos específicos, porque os capítulos do seu trabalho correspondem ao desenvolvimento dos seus objetivos específicos.

Mais uma fórmula: 1 Objetivo Geral = 1 Capítulo

Mas como fazer os objetivos específicos? Primeiro, explicando os conceitos básicos do seu objetivo geral, depois, partindo para os resultados da pesquisa.

Tudo isso fica mais claro com um exemplo, certo? Aí vai.

Objetivo geral: Identificar o impacto da gestão de reposição de estoques sobre os custos de armazenagem da empresa X.

Objetivos específicos:

  • Conceituar logística e gestão de estoques;
  • Apresentar os principais custos relacionados à armazenagem;
  • Analisar os impactos diretos de uma gestão eficaz da reposição de estoques sobre os custos de armazenagem.

Como Fazer Metodologia do TCC

Geralmente, a Metodologia do TCC é uma parte da Introdução dos trabalhos, já em projetos de pesquisa, ou em alguns tipos específicos de TCC, a metodologia é um capítulo a parte do seu TCC. Mas isso não é o que realmente importa.

O que realmente importa é que você saiba que a metodologia é a descrição do seu processo de pesquisa, ou seja, como você pretende fazer a sua pesquisa.

Abaixo estão listados os 3 passos básicos para você desenvolver a sua metodologia:

  1. TIPO DE PESQUISA – a natureza da sua pesquisa, ou seja, se ela é exploratória, descritiva ou explicativa.
  2. FONTES – onde e como você vai buscar suas informações e referenciais.
  3. RESULTADOS – se você vai apresentar os seus resultados de forma quantitativa ou qualitativa.

Ao apresentar os 3 Passos acima para o leitor do seu TCC, você explica a parte mais robusta da Metodologia do TCC. No mais, você só precisa dizer como as ferramentas e instrumentos de pesquisa serão aplicados.

Por exemplo, se a Metodologia do TCC tem uma pesquisa bibliográfica (e todos tem!), você precisa dizer onde vai buscar as informações, como selecionou os autores… e por aí vai. Se a Metodologia do TCC tem uma pesquisa de campo com aplicação de questionário, por exemplo, você tem que explicar como o questionário será aplicado, que critérios você usou para escolher os entrevistados, como vai compilar os dados… e por aí vai.

Nesse vídeo eu dou mais informações de como você pode fazer a metodologia do seu TCC.

Desenvolvimento do TCC

O Desenvolvimento do TCC é a parte mais “cheinha” do seu trabalho. Onde devem estar os seus referenciais teóricos ou fundamentação teórica, em forma de citações. E é fazendo as citações corretamente que você evita o fantasma do Plágio.

ATENÇÃO! Algumas faculdades e instituições de ensino exigem que o TCC tenha um capítulo chamado Referencial Teórico, ou Fundamentação Teórica, ou Revisão de Literatura, ou Revisão Bibliográfica. Nesse caso, as explicações dos conceitos básicos do objetivo geral do TCC, a partir dos conteúdos de outros autores, entram exatamente no capítulo de referencial teórico.

Para os outros capítulos, você pode definir os títulos, e, no conteúdo, você vai apresentar e analisar (que são coisas diferentes) os resultados da sua pesquisa. É disso que o povo gosta! E é isso que o seu orientador mais quer ver: os Resultados da sua pesquisa. E essa é a parte mais importante do seu Desenvolvimento.

Neste vídeo eu falo mais sobre a diferença entre apresentar e analisar os resultados da pesquisa.

E neste artigo, você vê como pesquisar referencial teórico e ainda poupar tempo.

E neste outro vídeo, você vê porque não consegue encontrar referencial para o seu TCC.

Capítulos do TCC

capitulos do tcc e como fazer tcc sem dramaVocê sabe o que escrever nos capítulos do seu TCC? Quando a gente sabe as coisas ficam mais produtivas, porém, quando não sabemos como fazer tcc, realmente é mais complicado, a gente trava e não sai do lugar. Agora se você está abarrotado de informações sem saber o que fazer com elas, esse breve texto vai te auxiliar.

Todo TCC está baseado em uma Estrutura Básica – Tema delimitado, Problema de pesquisa e Objetivos.  E se você ainda nem montou a sua Estrutura Básica do seu trabalho, dá uma olhada: O Problema de pesquisa não precisa ser um problema.

E são justamente os Objetivos Específicos que definem o que você deve escrever no Desenvolvimento, ou seja, o que escrever nos capítulos do seu TCC.

1 Capítulo = 1 Objetivo Específico (ou seja, um capítulo para cada objetivo específico).

Você vai encontrar mais informações sobre o como fazer os capítulos do seu TCC nesse vídeo.

Apresentação do TCC

Apresentação do TCC - As 5 Dicas MatadorasSaber como fazer TCC não necessariamente quer dizer que você saberá como apresentar o seu TCC, mas calma! Existem técnicas que eu vou te passar agora e que poderão te ajudar a apresentar o TCC com segurança. Eu sei que essa parte é aquela que alguns alunos mais temem, e também tremem, que nem vara verde. Muitos alunos, ainda no vestibular, já ficam pensando no dia de enfrentar a banca de avaliação, e quanto mais o tempo passa, pioram as dores de cabeça, princípios de desmaios, ânsia de vômito, e por aí vai. E nada disso é necessário. Veja porque a partir de agora:

1° – TCC Pronto Gratuito? Melhor pensar de novo.

O que um TCC Pronto Gratuito tem a ver com a sua apresentação? Tudo! Qualquer professor na banca de avaliação consegue identificar um aluno que Compra TCC a léguas de distância. O aluno normalmente confessa através do seu nervosismo, da sua falta de conhecimento do assunto, e da maneira com que ele responde as perguntas. Quando vem as perguntas sobre o trabalho, o aluno simplesmente se enrola todo, dá voltas e nada de responder corretamente. Portanto, cuidado, não caia na armadilha de TCC pronto gratuito, isso pode arruinar o sonho da sua formatura. Faça o seu TCC, corra atrás! E assim você dará o primeiro passo para apresentar o seu TCC com SEGURANÇA!

E tem mais! Se um TCC pronto pelo qual você paga uma boa grana (muito mais do que ele vale) já costuma ter uma péssima qualidade, imagina um TCC pronto gratuito! E eu posso falar isso de cadeira, porque eu vejo vários trabalhos medíocres, pelos quais os alunos pagaram pequenas fortunas. Que tolice!

Em breve, eu vou falar mais sobre TCC Pronto e TCC Pronto Gratuito, fique atento.

2° – Slide de Apresentação do TCC

Não deixe os seus slides sobrecarregados de textos. Isso todo aluno já sabe (será?). Assim como sabe que os slides devem ter apenas tópicos. Mas, e quando o aluno fica virado de costas para a banca de avaliação lendo, lendo, lendo o tópicos… sem explicar nada? Você já viu isso acontecer?

O seu slide não pode ser a sua muleta, ele deve ser apenas um guia para a sua apresentação, com textos claros e objetivos a respeito do seu TCC. A banca e nenhum de seus colegas querem ficar lendo o slide, eles querem é te ouvir, é ver explicação sobre o assunto desenvolvido no seu TCC. Ninguém conhece mais sobre o seu TCC do que você, portanto, tenha segurança e saiba que você é quem domina o assunto e sabe perfeitamente o que deverá dizer aos espectadores para que eles entendam do que se trata o seu TCC.

3° – Foco no que realmente importa

Toda aquela parte de introdução, problema e objetivos deve ser apresentada de maneira rápida, pois você deve se concentrar no desenvolvimento do seu TCC, que normalmente é do meio pra frente do trabalho escrito, onde estão os resultados de sua pesquisa.

4° – Os méritos e ônus são dos autores

Como o TCC é um trabalho científico baseado em referenciais de outros autores, então são eles que devem estar no centro da atenção, ou seja, eles devem receber o mérito e também o ônus dos conceitos abordados. Se um professor da banca discordar do que disse um autor, ele está discordando do autor e não de você. Portanto, na hora da apresentação, abuse de: “segundo fulano…”, “de acordo com ciclano…”, “fulano diz…” e por aí vai.

5° – O seu TCC não é o seu Bebezinho

Foi você quem fez o parto, mas, se o seu bebezinho receber críticas, você tem que saber encará-las de cabeça erguida, sem levar para o lado pessoal. Você não deve ficar justificando caso as críticas surjam, pois os orientadores não gostam disso (eles costumam ser bem vaidosos). Apresente o seu TCC de maneira imparcial, neutra, pois ele é um trabalho científico, baseado em ideias de outras pessoas e, principalmente, não justifique nada, principalmente quando um professor está dizendo algo. Não interrompa! Venda a sua ideia, mas não morra por ela!

Como Fazer TCC?

A jornada não acaba aqui, mas espero que o conteúdo desse artigo possa te ensinar um pouco mais sobre como fazer TCC da maneira mais rápida, fácil e com qualidade. Mas eu aviso que só esse conteúdo não garante que você vai fazer um TCC digno de aprovação.

Portanto, preste Atenção!

Você quer ter acesso ao conteúdo que ensina como fazer o TCC em poucos dias, do jeito mais fácil, através de um método Comprovado e que já aprovou mais de 8.000 alunos no Brasil, Portugal e Angola?

Eu aconselho assistir a ESSE VÍDEO para ter acesso ao conteúdo.

Eu não sei por quanto tempo esse vídeo vai estar no ar, então, aconselho a clicar aqui pois, em breve, vou ter que fechar essa página.

Como Montar TCC

Acesse: https://tccsemdrama.com.br/4-0/

Forte Abraço e eu te espero aqui do Lado dos Aprovados.

Apresentação do TCC – As 5 Dicas Matadoras

Apresentação do TCC - As 5 Dicas Matadoras

Você sabe O que Deve e O que Não Deve fazer na Apresentação do TCC?

Veja agora 5 Dicas para Usar na apresentação do TCC e perder o medo da Banca de Avaliação.

Muitas pessoas tem problema para escrever o TCC (e se esse é o seu problema, eu recomendo que você veja: O que Escrever nos Capítulos do seu TCC; e Como Fazer TCC com Coerência e Coesão), mas muita gente, muita gente mesmo, tem arrepios quando o assunto é Apresentar o TCC!

Tremedeira, suor frio, dor de cabeça, dor de barriga, ânsia de vômito, princípio de desmaio (ou até desmaio mesmo!)… essas são algumas sensações que os alunos descrevem quando eu pergunto sobre a sua experiência ao apresentar o TCC. Exagero? Pior que não.

E, para evitar todo esse stress, que tal 5 dicas prontinhas e fáceis de aplicar que te mostram como apresentar um TCC? O que você vai ver a partir de agora é um Roteiro para a apresentação do TCC. Um Roteiro que pode, inclusive, te livrar de algumas roubadas e te conduzir à sua Aprovação.

As dicas para apresentar o seu TCC estão detalhadas no vídeo abaixo, onde você vai ver:

    • O TCC É SEU. Parece óbvio? Nem sempre. Até porque, algumas pessoas compram o TCC pronto, o que é uma tremenda roubada. Mas, e daí que o trabalho é seu? Veja os detalhes no vídeo.
    • SEU SLIDE NÃO É SUA MULETA. Talvez uma das mais importantes dicas para apresentar o seu TCC seja essa: não carregue os seus slides com texto. Slides devem ter tópicos referenciais e não conteúdo de leitura.
    • FOCO NO QUE REALMENTE IMPORTA. O que as pessoas da banca querem ver na apresentação do TCC são os Resultados e Análises da pesquisa. Então, reserve o maior tempo para apresentar esse conteúdo.
    • COLOQUE O DO SEUS AUTORES NA RETA E TIRE O SEU. O TCC é um trabalho científico baseado em Referenciais de outros autores. Então, coloque os seus autores no centro da apresentação do TCC e dê a eles o mérito e também o ônus de um conceito com o qual algum professor seu não concorda. Como fazer isso? Olha o vídeo.
    • SEU TCC NÃO É O SEU BEBEZINHO. Desapega! Na apresentação do TCC não leve comentários e críticas para o lado pessoal. Seu TCC deve ser apresentado e não protegido.

O vídeo abaixo mostra essas 5 dicas para você usar na apresentação do TCC

E mais 2 Dicas Bônus (mas eu não vou estragar a surpresa):

E aí, gostou das 5 dicas? Opa! São 7 dicas de como apresentar um TCC!

Se você gostou, desce a barra de rolagem e deixa aí o Seu Comentário! Você também pode tirar uma Dúvida. Você é quem manda!

E se você utilizar as dicas na apresentação do TCC, diz aí se elas funcionaram!

Abraços.

Amilton Quintela

 

 

O Problema de pesquisa (não precisa ser um problema)

Problema de pesquisa

Você sabe o que é o Problema de Pesquisa de um TCC?

Neste post, você vai entender O que é O Problema de pesquisa (ou Pergunta Problema, como alguns orientadores dizem) e porque ele não precisa ser um problema. Na verdade ele é a Solução! E você vai ver, ainda, O Segredo para Definir um Bom Problema de pesquisa para o seu TCC.

Muita gente pensa que a parte mais importante do TCC é o Tema. E é claro que um bom Tema é importante e se você ainda não tem o seu, dá uma olhada em Como Escolher o Tema para o seu TCC em 3 Passos Simples.

E eu não estou negando a importância do tema. A questão é que muita gente acredita que vai trabalhar sobre o tema do TCC e, na verdade, a gente trabalha é sobre o Problema de pesquisa do TCC! O seu referencial teórico, por exemplo, deve ser direcionado para o seu Problema.

E O que é o Problema de pesquisa?

O Problema de pesquisa é um questão específica que você quer investigar dentro do seu tema. Uma questão que pode e mereça ser investigada.

Se o seu tema é logística, por exemplo, para desenvolver o seu TCC, você tem que definir uma questão específica que você quer investigar dentro da logística, do tipo: gestão de estoques e competitividade, custos de transportes… e por aí vai.

E isso vale para qualquer área do conhecimento. Se o seu tema é Direito do Trabalho, para fazer um TCC, você precisa definir que questão específica quer investigar dentro das possibilidades do Direito do Trabalho. Talvez um ordenamento jurídico específico, por exemplo. Se o seu tema é educação infantil, você também precisa escolher uma questão específica que quer investigar nessa área. E isso vale para Medicina, Serviço Social, Odontologia… e para qualquer área de conhecimento.

E tem mais um Segredo para Definir um Bom Problema de pesquisa para o seu TCC. E eu vou te contar o Segredo neste vídeo:

Problema de pesquisaSó recapitulando, no problema de pesquisa, você vai investigar uma questão específica dentro do seu tema.

Desde que você tome cialis e Levitra ao mesmo tempo em que espera ter relações sexuais. O Cialis pode estar disponível sem receita médica nas primeiras 10 semanas de uso.

Se você quer realmente um trabalho digno de aprovação, e fazer todo o conteúdo do TCC, como Problema de pesquisa, Referencial Teórico, Desenvolvimento do TCC, Metodologia do TCC, Capítulos do seu TCC, Conclusão do TCC e até a Apresentação do TCC, além de parar de ficar perdendo tempo buscando conteúdos na internet que não vão te ajudar em nada, aconselho fortemente que veja esse link, onde eu explico exatamente como você pode fazer um TCC até 10x mais rápido, passo a passo, com conteúdo rico e aprovado por mais de 8.000 alunos em todo o Brasil: TCC SEM DRAMA

Ou basta clicar no banner abaixo:

Te espero do lado dos aprovados!

COMO FAZER TCC COM COERÊNCIA E COESÃO

Como Fazer TCC Com coesão e coerência

Como Fazer TCC com Coerência e Coesão – Seu orientador vai dizer que faltam Coerência e Coesão no seu texto, mas não vai te explicar o que é isso.

Neste post, eu vou te mostrar Como Fazer TCC com Coerência e Coesão. E aí você se pergunta: por que isso é importante? Simplesmente porque se o seu trabalho não tiver Coerência e Coesão, ele será REPROVADO!

Acha que eu estou brincando? No vídeo abaixo eu vou te contar o exemplo de um aluno que teve o TCC reprovado por causa de uma única palavra!

Mas, antes disso, para te mostrar Como Fazer TCC com Coerência e Coesão, eu preciso te dizer, claro, o que são essas duas coisas. E eu vou fazer mais, vou te dizer como você pode garantir que elas estejam no seu texto.

Geralmente, os orientadores simplesmente dizem que o TCC não tem Coerência e Coesão. Mas eles ensinam Como Fazer TCC com Coerência e Coesão? Adivinha? Não! Então, deixa que eu te mostro, ok?

Primeiro, o que é Coerência? Coerência é garantir que o seu texto não vai apresentar ideias ou conteúdos divergentes (que se opõem), sem que haja uma explicação adequada para isso. O que é bom em uma determinada passagem do seu texto não pode simplesmente ficar ruim em uma outra passagem, a não ser que você explique o que aconteceu!

Isso quer dizer que você não pode confrontar opiniões contrárias de diferentes autores ao longo do seu texto? Opa! Não foi isso que eu disse. Confrontar conceitos de diferentes autores é muito bom e enriquece o seu trabalho. Isso se chama Discussão teórica! Mas deixe sempre claro que as opiniões divergentes não são suas, mas dos autores. Como fazer isso? Veja esse post já publicado aqui no nosso canal sobre Como Fazer Citações.

Agora você já sabe o que é Coerência (e se não entendeu, veja o vídeo abaixo), mas, para aprender Como Fazer TCC com Coerência e Coesão, ainda falta um “detalhe”, claro! A Coesão! O que é isso?

A Coesão, que não aparece em 9 de cada 10 trabalhos (duvida?! Eu tenho essas estatísticas!), é simplesmente a conexão, a ligação entre ideias e parágrafos. A Coesão é a garantia de que os conteúdos do seu trabalho sejam complementares, tenham uma ligação, em um discurso que faça sentido e tenha início, meio e fim.

COMO FAZER TCC COM COERÊNCIA E COESÃO

Um parágrafo “puxa” o outro. Uma “ideia” puxa a outra. Como fazer isso?

O TEXTO DO SEU TCC PRECISA SE ENCAIXAR ATRAVÉS DE UMA LINHA DE ARGUMENTAÇÃO

Em primeiro lugar, monte o seu texto, ou seja a sua linha de argumentação, e depois “encaixe” as suas citações. Não faça o contrário! Ou seja, não coloque um monte de citações no TCC e depois tente montar um texto coeso. Isso nunca funciona!

FAÇA AS TRANSIÇÕES DO CONTEÚDO DO SEU TCC

Em segundo lugar, faça transições entre os conteúdos, ou seja, situe o seu leitor e sempre que tiver uma oportunidade, deixe claro no seu texto o que já foi feito, o que está sendo discutido no momento e qual será o próximo passo.

Acho que esse lance de fazer transições é algo que eu posso abordar em outro post… o que você acha? Se te interessar, deixa o seu Comentário lá no final da página.

Já entendeu Como Fazer TCC com Coerência e Coesão? Não? Assiste o vídeo abaixo. Sim? Assiste o vídeo assim mesmo! vai te ajudar.

 

Como fazer um tcc pronto passo a passo

Se você quer realmente um trabalho digno de aprovação, e fazer todo o conteúdo do TCC, como Problema de pesquisa, Referencial Teórico, Desenvolvimento do TCC, Como Fazer TCC com Coerência e Coesão, Metodologia do TCC, Capítulos do seu TCC, Conclusão do TCC e até a Apresentação do TCC, além de parar de ficar perdendo tempo buscando conteúdos na internet que não vão te ajudar em nada, aconselho fortemente que veja esse link, onde eu explico exatamente como você pode fazer um TCC até 10x mais rápido, passo a passo, com conteúdo rico e aprovado por mais de 8.000 alunos em todo o Brasil: TCC SEM DRAMA

Agora que você já sabe Como Fazer TCC com Coerência e Coesão, talvez você tenha uma outra dúvida. Se for ocaso, vamos resolver o seu problema. Coloca sua dúvida aí nos Comentários. Ah! Me diz também se você gostou do vídeo e se o conteúdo foi útil.

Abraços.

Amilton Quintela

Introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar?

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC?

Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar?

introdução do seu TCC

Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?”

Aí vai a resposta:

A Introdução do seu TCC é a própria apresentação prévia do seu TCC. É nela que o leitor fica sabendo sobre o que você vai falar, como você vai desenvolver a sua pesquisa, quais é a importância do seu trabalho e quais são os seus objetivos… mas, falando assim, ainda está confuso. Então, vamos simplificar. A sua Introdução deve ter (preferencialmente nesta ordem):

– Apresentação do tema/contexto (o tema do seu TCC não é simplesmente “jogado” no texto. Ele deve ser apresentado em um contexto. Deve ser esclarecido para o leitor, que pode não conhecer o tema tão bem quanto você.)

– Delimitação do tema e justificativa (restrição do tema, para que ele possa ser investigado e justificativa, ou seja, porque investigar o tema, qual é a importância do seu assunto. Você precisa convencer o seu leitor de que o seu tema é mesmo importante.)

– Problema (a base de todo o conteúdo do seu TCC. O problema é a pergunta de pesquisa que você vai responder.)

– Objetivos (o objetivo geral é o seu problema na afirmativa e com um verbo à frente: identificar, analisar, avaliar… e os objetivos específicos são as etapas para alcançar o seu objetivo geral.)

Todos esses elementos devem estar em um único texto coeso, com início, meio e fim.

Então, é na introdução do seu TCC que você diz às pessoas qual é o seu tema, coloca o seu tema em um contexto (ou seja, como ele se apresenta na realidade), delimita o seu tema, para dizer exatamente qual aspecto do assunto escolhido você vai tratar, justifica a importância do seu tema e, finalmente, apresenta seu problema e objetivos. E é muito legal, antes de finalizar a sua introdução, você fazer um parágrafo dizendo o que vai abordar em cada um dos capítulos do Desenvolvimento do seu trabalho. (Lembre-se, os capítulos devem estar relacionados ao desenvolvimento de cada um dos seus objetivos específicos.)

Ainda não entendeu, aí vai a explicação em vídeo! Dá uma olhada. E se ficar alguma dúvida, faz aí no final do post o seu Comentário.

Recapitulando: é na introdução do seu TCC em que você faz a apresentação prévia do seu trabalho.  Portanto, é nela que o leitor fica sabendo sobre o que você vai falar, como você vai desenvolver a sua pesquisa, quais são a importância do seu trabalho e quais são os seus objetivos…

introdução do seu TCC, o que escrever

Não se esqueça de dizer às pessoas qual é o seu tema, coloca o seu tema em um contexto (ou seja, como ele se apresenta na realidade), delimita o seu tema, para dizer exatamente qual aspecto do assunto escolhido você vai tratar, justifica a importância do seu tema e, finalmente, apresenta seu problema e objetivos. Viu, como é simples fazer a introdução do seu Trabalho?
Se você quer realmente um trabalho digno de aprovação, e fazer todo o conteúdo do TCC, como a Introdução do seu TCC, Problema de pesquisa, Referencial Teórico, Desenvolvimento do TCC, Metodologia do TCC, Capítulos do seu TCC, Conclusão do TCC e até a Apresentação do TCC, além de parar de ficar perdendo tempo buscando conteúdos na internet que não vai te ajudar em nada, aconselho fortemente que veja esse link, onde eu explico exatamente como você pode fazer um TCC até 10x mais rápido, passo a passo, com conteúdo rico e aprovado por mais de 8.000 alunos em todo o Brasil: TCC SEM DRAMA

Ou basta clicar no banner abaixo:

METODOLOGIA do TCC em 3 Passos Simples

Metodologia do TCC. Aprenda agora em 3 Passos Simples.

Quando você ouve “METODOLOGIA DO TCC“, o que vem à sua cabeça? Preguiça, medo, alergia, dor…?

E se eu te disser que é possível entender o que é a Metodologia do TCC e explicar qual é a Metodologia do seu TCC com base em 3 Passos Simples? É o que você vai ver no vídeo deste post.

Geralmente, a Metodologia do TCC é uma parte da Introdução dos trabalhos. E se você quer saber o que escrever na sua introdução, veja esta vídeo: Introdução do seu TCC – como começar?

Em projetos de pesquisa e em alguns modelos específicos de TCC, a Metodologia é um capítulo a parte. Mas não é isso o que realmente importa.

como fazer um tcc passo a passo tcc sem drama

O que importa mesmo é que, para descrever a Metodologia do TCC, você precisa:

Entender que a Metodologia do TCC é a descrição do seu processo de pesquisa, ou seja, COMO você pretende fazer a sua pesquisa.

E, para apresentar a Metodologia do TCC, você precisa considerar 3 Passos:

  1. TIPO DE PESQUISA – a natureza da sua pesquisa, ou seja, se ela é exploratória, descritiva ou explicativa.
  2. FONTES – onde e como você vai buscar suas informações e referenciais.
  3. RESULTADOS – se você vai apresentar os seus resultados de forma quantitativa ou qualitativa.

Ao apresentar os 3 Passos acima para o leitor do seu TCC, você explica a parte mais robusta da Metodologia do TCC. No mais, você só precisa dizer como as ferramentas e instrumentos de pesquisa serão aplicados.

O ACVS também afirma que, porque o kamagra funciona bem com outros estimulantes, também pode ser adequado para o tratamento do TDAH, embora não existam estudos clínicos para apoiar essa crença. Nos Estados Unidos, o Kamagra é vendido sem receita médica por até 12 meses em um pacote de liberação do tempo (SRP)

Por exemplo, se a Metodologia do TCC tem uma pesquisa bibliográfica (e todos tem!), você precisa dizer onde vai buscar as informações, como selecionou os autores… e por aí vai. Se a Metodologia do TCC tem uma pesquisa de campo com aplicação de questionário, por exemplo, você tem que explicar como o questionário será aplicado, que critérios você usou para escolher os entrevistados, como vai compilar os dados… e por aí vai.

No vídeo abaixo eu mostro Como Fazer a Metodologia do TCC em 3 Passos Simples

Metodologia do TCCSe você quer realmente um trabalho digno de aprovação, e fazer todo o conteúdo do TCC, como Problema de pesquisa, Referencial Teórico, Desenvolvimento do TCC, Metodologia do TCC, Capítulos do seu TCC, Conclusão do TCC e até a Apresentação do TCC, além de parar de ficar perdendo tempo buscando conteúdos na internet que não vai te ajudar em nada, aconselho fortemente que veja esse link, onde eu explico exatamente como você pode fazer um TCC até 10x mais rápido, passo a passo, com conteúdo rico e aprovado por mais de 8.000 alunos em todo o Brasil: TCC SEM DRAMA

Ou basta clicar no banner abaixo:

Exemplo de Como fazer citações para o TCC pronto, Passo a Passo

Como Fazer Citações para o TCC Pronto Passo a Passo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final…

E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo!

Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!!

Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ AS SUAS CITAÇÕES CORRETAMENTE, NINGUÉM PODE TE ACUSAR DE PLÁGIO!

Impressionante como poucos alunos sabem disso.

E mais impressionante ainda é o fato de pouquíssimos alunos não terem ideia de Como Fazer Citações.

E eu aposto que você não tem ideia de COMO FAZER CITAÇÕES PARA O TCC É SIMPLES!

Fazer uma citação é colocar a ideia de outro autor no SEU texto. Sim! Porque o Texto do TCC é SEU e não tem software ou programa no mundo que possa fazer o trabalho intelectual de desenvolvê-lo por você, como alguns charlatães (no vídeo aí embaixo eu tinha esquecido como se fala, mas agora pesquisei. Hehehe) querem fazer você acreditar. Não caia nessa roubada, nessa armadilha! A cada dia eu conheço, pessoalmente, um novo aluno que caiu nessa roubada e teve o TCC reprovado.

Se o texto é seu, você usa as ideias dos outros autores para dar suporte à sua argumentação e você pode fazer isso de duas formas (no vídeo eu explico com mais detalhes).

Exemplo de citação direta

Citação direta: quando você copia exatamente o que o outro autor disse, do jeito que ele disse. Exemplo: “Se você fez as suas citações  corretamente, ninguém pode te acusar de plágio.” (QUINTELA, 2016, p.1)

Exemplo de citação indireta

Citação indireta: quando você lê o outro autor, interpreta a ideia e reescreve. Exemplo: Segundo Quintela (2016), programas de computador que escrevem o TCC no lugar do aluno são uma farsa.

Ainda confuso? Dá uma olhada no vídeo em que dou mais exemplos de como fazer uma citação para o TCC e tenha certeza que o seu trabalho não será acusado de plágio:

exemplo-de-citacoes-para-o-tccSe você quer realmente um trabalho digno de aprovação, e fazer todo o conteúdo do TCC, como Problema de pesquisa, Referencial Teórico, Desenvolvimento do TCC, Metodologia do TCC, Capítulos do seu TCC, Como Fazer Citações, Conclusão do TCC e até a Apresentação do TCC, além de parar de ficar perdendo tempo buscando conteúdos na internet que não vão te ajudar em nada, aconselho fortemente que veja esse link, onde eu explico exatamente como você pode fazer um TCC até 10x mais rápido, passo a passo, com conteúdo rico e aprovado por mais de 8.000 alunos em todo o Brasil: TCC SEM DRAMA

E aí, gostou das dicas? Ainda tem alguma dúvida? Deixa  seu comentário no final da página e vamos trocar ideias!

Conclusão do TCC, o que Escrever?

Como fazer um tcc passo a passo – o que escrever na Conclusão do TCC… aaahhh… a doce arte de ENCHER LINGUIÇA!

Eu, particularmente, não vejo muita função para a Conclusão em um TCC, mas, como ela é exigida, neste post você vai aprender O QUE ESCREVER NA CONCLUSÃO DO SEU TCC.

Só para você ter uma ideia, a conclusão tem 3 conjuntos de informação. E você vai escrever de 1 a 4 parágrafos para cada um desses conjuntos de informação (o número de parágrafos varia segundo o nível de chatice do seu orientador. Orientador mais chato = mais parágrafos!).

E quais são esses conjuntos de informação que compõem a sua Conclusão?

1 – Contribuição acadêmica – reforce a importância, a relevância do seu trabalho (“Mas, Amilton, eu já não fiz isso na minha Justificativa?” Sim, você fez, mas vai repetir de outra forma. Eu disse, é repetitivo! E se você ainda não fez a sua Justificativa, veja isso: Como Fazer a Justificativa do seu TCC)

2 – Apresentação (sucinta!) dos principais resultados da sua pesquisa (“Mas, Amilton, eu já não fiz isso no meu Desenvolvimento?” Sim, você fez, mas vai repetir de outra forma. Eu disse, é repetitivo! E se você ainda não fez o seu Desenvolvimento e tem dificuldades em desenvolver os Capítulos do seu TCC, veja isso: O QUE ESCREVER NOS CAPÍTULOS DO SEU TCC)

3 – Sugestões de novas pesquisas – esse item é opcional, mas seu orientador vai adorar!

Ainda confuso? Assista o vídeo aí abaixo e aproveita para Deixar o Seu Comentário ou Dúvida lá no final da página.

Porque você não consegue encontrar Referencial Teórico para o seu TCC

Porque você não consegue encontrar Referencial Teórico para o seu TCC: 2 motivos básicos. Quais são? Eu vou te contar neste texto!

A situação se repete… semestre após semestre… eu escuto: “Professor, eu não consigo encontrar Referencial Teórico para o meu TCC!”

Então, eu mostro as técnicas do TCC Sem Drama para Pesquisar Referencial Teórico e ainda Economizar Tempo.

E então?… eu escuto novamente: “Professor, eu não consigo encontrar Referencial Teórico para o meu TCC!”

Por quê? A resposta passa por duas questões:

  1. Você não está sabendo conversar com o Google;
  2. Você pode sofrer de Miopia de Conteúdo.

O Google está louco pra te entregar o que você precisa, mas você tem que saber pedir. Veja como no vídeo abaixo.

Se você ainda acredita que só vai conseguir fazer o seu TCC quando encontrar um modelo com Tema e Assunto Idênticos ao do seu trabalho, você sofre de Miopia de Conteúdo! Veja o que é isso no vídeo abaixo e deixe o seu comentário lá no fim da página:

Dá uma olhada no nosso Canal do Youtube: Canal do TCC Sem Drama

E visite também a nossa Página do Facebook: facebook.com/tccsemdrama

Deixa o seu Comentário ou Dúvida no fim da página!

Abraços.

Amilton Quintela

Como fazer um TCC Passo a Passo – veja Depoimentos de Sucesso!

Inspire-se com os Depoimentos de Sucesso das pessoas que Descobriram Como Fazer um TCC Passo a Passo e conquistaram seus sonhos. (No final do vídeo deste post, eu achei que havia desligado a câmera e acabou vazando algo que não tem nada a ver com o conteúdo. Dá uma olhada. hehe)

Todo final de semestre, eu recebo uma avalanche de Depoimentos de Sucesso de pessoas que utilizaram o TCC Sem Drama e tiveram os seus trabalhos Aprovados.

E algumas pessoas ainda se perguntam se esses depoimentos são mesmo verdadeiros. O vídeo abaixo mostra que sim e, mais importante, reconhece o Sucesso das pessoas que confiaram em mim e Inspira outras pessoas a alcançarem seus objetivos.

Um TCC completo em 40 dias, um TCC nota 10, elogios dos avaliadores, alegria dividida com a família, o alívio de deslanchar a produção de conteúdo depois de meses de angústia e quase depressão… veja todos esses exemplos no vídeo. E se você gostar do vídeo, deixa o seu comentário no final desta página. Ou deixa a sua dúvida. Eu vou ter muito prazer em responder. Você também pode dar o seu like no vídeo e se inscrever no nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/c/tccsemdrama.

E se você quer descobrir o Método que levou todas essas Pessoas ao Sucesso e à produção de um TCC Excelente, sem sofrimento e sacrifício, veja isto: https://tccsemdrama.com.br/4-0/

O que é TCC

Afinal… O que é TCC?

NÃO! TCC não é Truco, Churrasco e Cerveja… mas também não é uma criação do mal para atrapalhar a sua vida. E antes de aprender Como Fazer um TCC passo a passo, é preciso descobrir O que é TCC. E é justamente isso que eu começo a te explicar no vídeo deste post (logo abaixo).

Eu nem vou escrever muito, porque as explicações estão no vídeo. Só vou dizer que decidi explicar melhor o que é o TCC, porque, durante algum tempo, eu cometi uma falha.

Eu acreditava que a minha comunicação acontecia somente com os alunos dos últimos períodos das faculdades, que estão às vésperas de fazer um TCC e já tem uma noção do que se trata. Mas, para minha surpresa (muito agradável, por sinal!), eu descobri que muitos dos alunos que acessam o conteúdo do TCC Sem Drama estão nos primeiros períodos e já interessados em descobrir mais sobre esse tal de TCC. Então, vamos resolver isso!

E se você gostou do vídeo, dá um like e se inscreve no nosso Canal do Youtube. Lá tem mais um monte de informações para você. E deixa aí no final desta página o seu Comentário ou tire a sua Dúvida.

Abraços. Amilton Quintela